segunda-feira, 20 de julho de 2015

Quanto desrespeito às leis de trânsito

Mesmo proibido, é comum vermos pessoas de moto sem capacete, ainda mais desse jeito, uma mulher de vestido sentada de lado e sem capacete.

domingo, 5 de julho de 2015

Miss Acre 2015 é de Rio Branco, Sena Madureira fica em 2º lugar



Em um evento que reuniu dezenas de pessoas, a rio-branquense Maxine Silva, 20 anos, foi eleita Miss Acre 2015. O desfile das candidata, que teve início às 20 horas deste sábado (4), aconteceu nas escadarias do Palácio Rio Branco.

A miss Sena Madureira, Micaelly Oliveira Galeote, 20, ficou em segundo lugar, seguida de Janaína de Souza Gomes, 18 anos, que representou o município de Senador Guiomard.

Veja mais na Contilnet Notícias

domingo, 21 de junho de 2015

Dedé Torres e o prefeito Marcus Alexandre discutem o futuro da Baixada da Sobral




 O líder comunitário Dedé Torres reuniu moradores e lideranças da Baixada da Sobral para discutir o futuro da comunidade com o prefeito de Rio Branco Marcus Alexandre.
Os moradores agradeceram o empenho do prefeito, principalmente na ocasião da grande cheia do Rio Acre, onde prestou todo o apoio aos alagados. Na ocasião o prefeito parabenizou o líder Dedé Torres pela luta que sempre travou em defesa da Sobral e se comprometeu a continuar melhorando as ações da prefeitura na comunidade.
Na oportunidade o pastor Mauro fez uma oração e abençoou o evento, tendo em vista a grande presença de evangélicos no local.


quinta-feira, 21 de maio de 2015

Abacaxi de Tarauacá.


Visitei minha cidade esses dias e aproveitei para comprar o delicioso e gigante abacaxi produzido na cidade. Como fui durante a semana consegui apenas de 06 quilos. Mesmo assim não perdi a oportunidade de tirar uma fotografia. Espero agora ir num fim  de semana pra ir na feira e comprar um de 15 quilos ou mais.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

CCJ do Senado aprova voto distrital em eleição para vereador


A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira um projeto de lei que pode baratear as campanhas e aproximar os eleitores de seus representantes. A medida institui o voto distrital para vereador nas eleições em cidades com mais de 200.000 eleitores. O texto tem caráter terminativo e segue para a Câmara dos Deputados.

Os únicos votos contrários ao projeto do senador José Serra (PSDB-SP) foram José Pimentel (PT-CE), Humberto Costa (PT-PE) e Marcelo Crivella (PRB-RJ). Até a petista Gleisi Hoffmann (PR) votou a favor do texto. Ela se fiou no compromisso, assumido pelo líder peemedebista, Eunício Oliveira (CE), de que o PMDB aceita debater a adoção do voto distrital misto quando a discussão ocorrer na Câmara. Eunício foi o relator da matéria na CCJ e deu parecer favorável ao texto de Serra.

Pela proposta do tucano, os municípios onde vigorar o novo sistema terão um número de distritos eleitorais idêntico ao número de vagas na Câmara de Vereadores, de forma que os eleitores de cada distrito escolhem um representante em votação majoritária. Cada partido ou coligação poderá lançar apenas um candidato por distrito. Além disso, o vereador eleito por uma determinada região levará consigo um suplente.

"A solução para tal crise de representatividade das instituições democráticas passa pela revisão do sistema eleitoral. A forma de escolha dos candidatos é parte essencial do jogo democrático", afirmou o tucano ao defender o projeto.

A ideia é usar as eleições municipais como um teste para o novo modelo, que pode ser replicado também nas eleições para deputado federal e estadual. "Esses noventa e poucos municípios nos quais seria adotado o novo sistema eleitoral abrigam mais de trinta por cento do eleitorado brasileiro, e, por serem capitais e grandes centros, constituem excelente referência para a experimentação e educação política do povo brasileiro", argumentou Eunício.

Além disso, a troca no sistema de eleição de vereadores não exige mudança na Constituição, ao contrário do debate sobre o voto distrital para parlamentares estaduais e federais. Serra defendia que uma consequência direta da medida deveria ser a extinção do horário eleitoral para vereadores nas cidades com mais de 200.000 eleitores. Mas o relator retirou essa menção do texto, e foi acompanhado pelos colegas de CCJ.

Fonte: Veja

terça-feira, 10 de março de 2015

Parabéns meu irmão.

 Parabéns ao meu irmão Gildomar Torres pela conclusão do curso de medicina. Agora, nossa querida Baixada da Sobral terá mais um médico pra cuidar da nossa população.