quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Multa de trânsito fica até 900% mais cara a partir de sábado


A nova lei federal que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) entra em vigor neste sábado (1º). As determinações preveem o aumento de multa para ultrapassagens perigosas  e endurecem o valor imposto a motoristas que praticam rachas. Segundo informações do jornal O Globo, em 2013, foram registadas 285.889 infrações, em casos que sofrerão punição mais severa; este ano, elas já somam 233.077.

No caso de ultrapassagens, o valor da penalidade aumenta mil por cento, de R$ 191,54 para R$ 1.915,40. A multa para quem ultrapassar pelo acostamento, hoje de R$ 127,69, passará a R$ 957,70, uma alta de 650%. Para ultrapassagens em local proibido, o valor será reajustado em 500%, indo dos atuais R$ 191,54 para R$ 957,70. A percentagem valerá ainda para infrações como ultrapassagem em subidas, curvas e locais sem visibilidade.

Com a nova lei, os rachas que terminarem em mortes poderão levar o culpado a passar de cinco a dez anos na prisão - ou três anos, para casos sem vítimas, com multa que vai dos R$ 574,62 atuais para R$ 1.915,40. Caso haja vítimas não fatais, a pena prevista no código modificado é de seis anos de prisão.

As infrações, além de passíveis de cobranças mais caras, são consideradas gravíssimas e valem a retirada de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação, de acordo com o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). A nova lei prevê ainda que ultrapassagens perigosas e rachas custem aos motoristas envolvidos 12 meses sem o direito de dirigir. Já se o culpado for reincidente, o valor da multa dobra.

"O objetivo das mudanças é aumentar a segurança de motoristas e pedestres e das infraestruturas urbanas numa combinação de medidas que inclui a cooperação nacional, a partilha de boas práticas, a realização de estudos de investigação, a organização de campanhas de sensibilização e a adoção de regulamentação, informou o Denatran em nota. No texto, o órgão diz ainda que pretende "incentivar os motoristas a conduzirem os veículos de forma segura".

A fiscalização será feita "onde houver presença de agente de trânsito ou aparelhos de videomonitoramento", informou a Polícia Rodoviária Federal, já que pardais não conseguem detectar detalhes além de excesso de velocidade.

Notícias Bol

Reviravolta! TSE faz recontagem de votos, Aécio vence Dilma e é eleito novo presidente


Veja a repercussão da notícia pelo país, a comemoração dos tucanos e o que diz os principais jornais sobre o assunto.
PT afirma que vai recorrer ao Supremo.



terça-feira, 28 de outubro de 2014

CONCURSOS: Abrem 2 mil vagas; salário chega a R$ 24 mil


Novos concursos públicos já com editais lançados inscrevem para 1.820 vagas a partir desta segunda-feira, dia 27, pelo país. São, pelo menos, 24 seleções com prazo aberto para vagas no TRT-PE, MGI, TRENSURB, dentre outros, com salários de até R$ 24 mil.


sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Moradores do bairro Nova Esperança protestam por melhoria nas ruas




Moradores do bairro Nova Esperança fecharam a estrada da Floresta em protesto contra as condições das ruas do bairro. A reclamação dos moradores é com o programa Ruas do Povo, que retirou o asfalto para recuperar a rede de esgoto mas não retornou para recuperar a pavimentação.

Aécio lidera a disputa presidencial com nove pontos na frente de Dilma

A pesquisa Istoé/Sensus divulgada na manhã desta sexta-feira (24) reafirmou a liderança de Aécio Neves (PSDB) sobre a petista Dilma Rousseff nos últimos dias da disputa pela sucessão presidencial.

Segundo o levantamento que entrevistou 2 mil eleitores de 24 Estados, o tucano soma 54,6% dos votos válidos, contra 45,4% obtidos pela presidente Dilma Rousseff. Uma diferença de 9,2 pontos percentuais, o que equivale a aproximadamente 12,8 milhões de votos. A pesquisa também constatou que a dois dias das eleições 11,9% do eleitorado ainda não decidiu em quem votar. “Como no primeiro turno, deverá haver uma grande movimentação do eleitor no próprio dia da votação”, afirma Ricardo Guedes, diretor do Instituto Sensus. Se for considerado o número total de votos, a pesquisa indica que Aécio conta com o apoio de 48,1% do eleitorado e a candidata do PT 40%.