quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Moisés Diniz diz que se Unimed quebrar serviço público sofrerá


O líder do Governo na Aleac, Moisés Diniz (PC do B), defendeu ontem uma estratégia para evitar a extinção da Unimed no Acre. De acordo com ele, depois da insolvência da Santa Casa, esta cooperativa de prestação de serviços médicos tornou-se a única alternativa do setor privado de saúde.

“Sem a Unimed, o sistema público de saúde pode ficar ainda mais congestionado”, argumentou, sugerindo uma reunião na Aleac entre os dirigentes da cooperativa e os parlamentares em busca de uma solução para viabilizar sua sobrevivência.

“A Unimed está há mais de 30 anos no Estado atendendo a uma classe média forte do funcionalismo público, do setor privado e dos filiados aos diversos sindicatos de trabalhadores do setor público e privado. Sem ela vai haver uma debandada de seus pacientes para o serviço público de saúde”, alertou.

Moisés compara o plano privado de saúde ao setor de educação. “O que aconteceria se a Uninorte e a FAAO fechassem as portas? Todo mundo ia correr para a Ufac”, argumentou.

De acordo com o parlamentar, mais de 70 médicos já se desvincularam da Unimed. “Pessoas que pagam suas parcelas há 10 ou 15 anos sem nunca terem usado seus serviços correm o risco de levar um tombo no dia em que mais precisar. Por isso, temos que nos reunir, ver o que falta para ela funcionar e chegar a uma solução que evite este desfalque no equilíbrio do sistema de saúde. Não podemos deixar que a Unimed acabe como a Santa Casa”, ressaltou Moisés.

O deputado defende que haja um setor privado de saúde forte para auxiliar o SUS, atendendo quem pode pagar e abrindo vagas no sistema público para a população mais pobre.

Absurdo: acreanos sofrerão aumento de 11,72% na conta de luz





Consumidores acrianos além de sofrerem como as constantes interrupções no fornecimento de energia elétrica oferecido pela Eletrobrás/Acre, agora terão que engolir o novo aumento concedido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A decisão foi anunciada nesta terça-feira (29).

O novo reajuste na tarifa de energia elétrica domiciliar é de 11,72%, que deverá ser repassado aos consumidores acrianos dos 22 municípios.

Outro ponto bastante interessante na decisão foi a rapidez da Aneel. Em nota, a Agência informa que o novo aumento na conta de energia será incorporado, a partir desta quarta-feira (30).

Os usuários do setor industrial também sofrerão um aumento de 14,34% . Essa tarifa é aplicada somente aos que possuem o serviço de alta tensão, como empresas de grande porte instaladas no Estado.

O aumento concedido pela Aneel beneficiou a antiga Eletroacre (Companhia de Eletricidade do Acre), hoje Eletrobrás/Acre e a Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron).

Cálculos

Os percentuais aprovados refletem a variação do IGP-M, índice previsto no contrato de concessão para medir a inflação no período, o aumento do custo de encargos no setor elétrico e os gastos que as distribuidoras tiveram com compra de energia.

Segundo a Aneel, para calcular os índices, também é considerada a variação de custos que a empresa teve no decorrer do período de referência, sendo que no cálculo são incluídos custos gerenciáveis e custos de energia comprada de geradoras, encargos de transmissão e encargos setoriais.

Com informações do site da Aneel

Contilnet

Moradores se revoltam contra obras do programa Ruas do Povo



O programa Ruas do Povo, genuíno do governo Tião Viana, do PT, ao mesmo tempo em que realiza sonhos de muita gente, se torna em verdadeiro pesadelo para alguns moradores. É o caso das famílias da Travessa Vilhena, na Baixada do Sol. Elas viram a única rua de acesso às suas moradias se transformar em ramal após as obras do programa.

- Tinha buracos, mas dava pra gente chegar em casa. Agora nem sapo atolado anda – contou dona Cristina Lopes.



Quem se arriscou a sair depois da forte chuva de ontem à tarde, teve que fazer malabarismo. Bicicletas são carregadas nas costas. De carro, a aventura é semelhante de um rally. “Diz para o Angelim que tá chegando às eleições” gritou o motorista que passou por nossa reportagem no momento em que registrávamos a saída de seu veículo do local.

- Vieram, colocaram esse barro dizendo que era piçarra e nunca mais apareceram, sumiram. Cadê os tijolos, o asfalto que o Tião prometeu? – questiona dona Fátima Aguiar. Ela mora na região há 20 anos.

Caso mais grave é o da dona Maria Luiza, 59 anos. Ela precisa fazer fisioterapia duas vezes por semana na Uninorte. Luiza contou à reportagem que em dia de chuva fica impossibilitada de continuar o tratamento pelas condições da travessa.

- Eu só penso é nesse inverno, vou ter que interromper meu tratamento por que não tenho condições de comprar um carro traçado para andar no ramal que o senhor ver ai – disse Luiza.

Na região não existe nenhuma placa de identificação da obra. Pelo horário, não foi possível contato com o Deracre que é o órgão coordenador do programa Ruas do Povo.


Ac24horas


MINHA OPINIÃO


Eu acho muito boa a ideia de calçarem as ruas com tijolos.(aliás, essa Idea surgiu aqui na Baixada da Sobral, com o Tijolinho, que foi quem primeiro teve esse propósito quando era candidato e todo mundo tirava onda com isso, dizia-se ser uma ideia mirabolante) Bem, o que me preocupa mesmo é que vão fazendo ruas e esquecendo das antigas que estão um buraco só. Por exemplo, na rua Mem de Sá os moradores estão tampando os buracos com barro e capim dos seus quintais, tamanha é a situação de abandono das ruas. Em toda a Baixada quase todas as ruas estão esburacadas. Não adianta fazer novas se não dão conta nem de manter as atuais.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Para emplacar candidatura, governo transforma Deracre em prefeitura




Numa tentativa de emplacar o diretor do Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre), Marcos Alexandre, como seu candidato a prefeito da capital, o Palácio Rio Branco tem levado o órgão a atribuições além das previstas. De pavimentação e manutenção de rodovias, o Deracre passou a ser presença constante em obras dentro da cidade.

Depois de ser intitulado como o “construtor da BR” e um dos principais responsáveis pelo “Ruas do Povo”, Alexandre agora chefia até mutirões de limpeza nos bairros da cidade. O engenheiro é o mais novo aliado na “guerra contra a Dengue”. Ele acompanha pessoalmente as equipes do Deracre que fazem a retirada de entulhos onde possam se concentrar criadouros do Aedes Aegypti.

Para preparar o terreno de Alexandre para 2012, o governo costura a aproximação dele com os líderes dos movimentos comunitários. Para evitar desgastes, os estrategistas governistas evitam a aproximação dele com a atual gestão da prefeitura, apontada como impopular na maioria dos bairros mais pobres.

A tempestade da madrugada de domingo (27), que deixou centenas de desabrigados na periferia, é vista como outro fator a fragilizar a imagem dos petistas. Os moradores não pensam duas vezes em criticar as obras de infraestrutura (como também a ausência) realizadas na região pelas consequências das fortes chuvas.

Diante de uma situação fiscal difícil vivida pela prefeitura, o governo estadual tem tomado para si a responsabilidade de zelar pela capital. A ação de Raimundo Angelim passou a ficar em segundo plano, com o Deracre sendo visto hoje como a sede da Prefeitura de Rio Branco.

Mais um candidato a prefeito de Rio Branco

Edvaldo Souza ao lado de Gladson Menezes e Afonso Fernandes (direita).

Um fato novo promete embolar a disputa para a prefeitura da capital. Trata-se da possibilidade do PSDC – Partido Social Democrata Cristão, lançar o nome do deputado estadual e apresentador Edvaldo Souza como pré-candidato a prefeito de Rio Branco.

De acordo com informações colhidas com o presidente regional do partido, Afonso Fernandes, que esteve presente no Encontro Nacional do PSDC, a executiva nacional orientou as direções regionais a lançar candidaturas onde o partido tiver nomes em condições de disputar a eleição.

O nome do deputado Edvaldo Sousa foi colocado em discussão em função do mesmo aparecer espontaneamente muito bem avaliado em todas as pesquisas internas realizadas na capital.

Esta decisão depende ainda de muita discussão, pois no Acre o partido faz parte da Frente Popular e pelo que se lê, o candidato da coligação é reivindicado pelo PT.
Se encaminhar para o lançamento de candidatura própria, o partido deverá sair da Frente Popular, assim como fez o PP de Gladson Cameli.

Se essa possibilidade ocorrer, será uma dura perca para a Frente Popular, já que o PSDC foi um dos partidos mais votados da coligação, sendo decisivo para a eleição do governador Tião Viana.

De acordo com Afonso Fernandes, essa decisão ainda não está tomada, será ainda amplamente discutida com as bases do partido e com a direção nacional.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Puta falta de sacanagem


No Facebook alguns engraçadinhos estão tirando onda com o fato de haver uma noticia rolando que o governador vai dá aulas na Uninorte. Os engraçadinhos estão dizendo que o governador deve está com muito tempo livre, por isso vai fazer um bico.

Hora gente, parem com isso, o governador não precisa disso. De acordo com uma revista nacional ele é enumerado entre os 10 políticos mais ricos deste país. Vocês acham que o homem precisa fazer bico. Além do mais, o Binho deixou o Acre o melhor lugar pra se viver na Amazônia, coisa de primeiro mundo. Então, se não tem problema com a saúde, segurança ou desemprego, o que o governador mais pode fazer? Claro, ajudar no desenvolvimento do estado numa das mais nobres ações que é a arte de ensinar.

Acho isso uma tremenda puta falta de sacanagem.

domingo, 27 de novembro de 2011

Deputado governista diz que não servirá de ‘escada’ para Marcus Alexandre




A possível indicação da pré-candidatura a prefeito de Rio Branco, do diretor do Deracre, Marcus Alexandre é consenso só entre a elite petista, porque nos partidos aliados ao PT, o nome do engenheiro paulista encontra forte resistência, embora seus dirigentes partidários não tenham coragem de confrontar a indicação abertamente, devido à ligação que existe pela via de mão dupla, dos favores políticos, conhecidos popularmente, como o ‘me apóia que eu te dou’.


Entretanto, com discurso do “eu não preciso desses caras”, o jovem deputado Eber Machado, do nanico PSDC, resolveu abrir o verbo.


O democrata cristão considera uma “subestimação a inteligência dos acreanos” a indicação de Marcus Alexandre. Machado argumenta : “Poxa, ele não é daqui, está aqui há pouco tempo e já é indicado”, afirma para depois ponderar: “Nada contra quem não é daqui ou contra a pessoa de Marcus Alexandre, pelo contrário, só acho que o momento é de discutir o nome de uma liderança acreana”.


O parlamentar acha pouco provável que o nome do coordenador do Programa Ruas do Povo tenha penetração nas camadas mais pobres de Rio Branco. Embora não queira indicar nomes, o parlamentar acha que a Frente Popular tem políticos com densidade eleitoral para disputar a prefeitura com amplas chances de vencer as eleições em 2012. Porém, os coordenadores do processo político, segundo Eber, tropeçam na unilateralidade da escolha, ou seja, não sentam para ouvir o plural bloco de partidos que formam a FPA.


“O PT é egoísta, não ouve ninguém, servimos só de escada, mas eu não serei escada de ninguém”, dispara o deputado.


Sobre o “ser escada”, o parlamentar se refere a considerável quantidade de votos, no total vinte e oito mil trezentos e noventa e três, que o PSDC obteve nas eleições passadas, que culminou com as eleições dele e do deputado Edvaldo Souza, e ainda ajudou a eleger o governador Tião Viana. “Se esses votos fossem para a aposição, se caminhássemos com a oposição, hoje o Bocalom seria o governador”, argumenta.


Outra reclamação do parlamentar, comum entre os aliados do PT, sobretudo, dos chamados partidos nanicos é a de que essas agremiações só são ouvidas durante o período eleitoral. “Depois eles esquecem”, encerra Machado.

Contilnet



MINHA OPINIÃO

O deputado Eber Machado, falou o que muita gente dos partidos pequenos querem falar mas não podem. É verdade mesmo, quando está próximo das eleições eles chamam todo mundo pra discutir, pra formar um tal de conselho, que é na verdade mais ou menos como a rainha da Inglaterra, só serve de aparência. Depois de ganha a eleição, governa com 2 ou 3 partidos. Aos partidos menores dão um carguinho qualquer, sem expressão e seguem comendo o bolo sozinhos.
Só que agora eles precisam abrir os olhos. Se quase perdem as eleições por uma média de 1% quando achavam que estavam com a corda toda, agora que a maré não está pra peixe, perder 28 mil votos como os que obtiveram o PSDC do deputado Eber, é o mesmo que encomendar a derrota.

Galera do Floresta


Turminha do Floresta Futebol Clube, do professor Márcio Conde

Depois do jogo teve show com o Paulo Getúlio e o Lindomar.

A banda quase completa, com Kauã e Nício Torres. 


Veja a performance.




Campeonato do Calafate

A Baixada da Sobral representada pelo Fluminense e o Baixadão


Amarilzo Mesquita

Lélio Cordeiro


sábado, 26 de novembro de 2011

Alguém lembra?


Alguém lembra dessas pessoas? Semy Ferraz e Laura Okamura vieram de fora para ocupar espaços que deveriam ser ocupados por acreanos. Cada um, depois que encheu os bolsos de dinheiro com os altos salários pagos no Acre, sumiram na buraqueira de volta para suas cidades.
É a mesma coisa que querem fazer com o candidato Marcos Alexandre. Pode ter certeza. Depois que esse cidadão fizer a vida aqui, vai se mandar como os outros.

O que você tem a ver com a corrupção?


O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJ/AC), o desembargador Adair Longuini assinou juntamente com o procurador-geral do Ministério Público do Estado do Acre (MPE), Sammy Lopes e os promotores Waldirene Cordeiro e Vinicius Menandro, um termo de cooperação para apoiar e divulgar a campanha “O que você tem a ver com a corrupção?”.

Para esse enfrentamento uma das principais armas é a educação. Apenas com a formação de cidadãos conscientes, comprometidos com a ética, a moral, a cidadania e a honestidade é possível construir uma sociedade livre da corrupção, afirmou a promotora de justiça Waldirene Cordeiro. “A campanha visa conscientizar as pessoas para as boas práticas de cidadania e valorizar aqueles que às praticam” diz.

Com o termo o TJ/AC se compromete a disseminar o material publicitário em suas campanhas e fazer reprodução gráfica de divulgação do projeto, assim, o Tribunal de Justiça passa a figurar como apoiador do projeto.

No MPE os coordenadores da campanha “O que você tem a ver com a corrupção?” são promotores Waldirene Cordeiro e Vinicius Menandro. O lançamento nacional é no próximo dia 9 de dezembro, em Rio Branco o evento será no auditório da FAAO.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Promoção

Eu ia lá hoje, o preço do butico tá ótimo. Mas quando vi que não podia limpar o pinto na cortina, desisti.kkkkkkkkk

sábado, 19 de novembro de 2011

Presidente da Assembléia de Rondônia é preso por desvio de verbas





O presidente da Assembléia Legislativa de Rondônia, Valter Araújo (PTB), foi preso pela Polícia Federal na manhã desta sexta-feira, acusado de liderar uma quadrilha que fraudava licitações e desviava verbas públicas no Estado.


Segundo a PF, além de Araújo foram presas outras 13 pessoas, entre elas funcionários públicos e empresários locais, suspeitos de integrar o esquema.


O Tribunal de Justiça de Rondônia autorizou 57 mandados de busca e apreensão além de seqüestros de bens, suspensões de exercício de função pública e acesso a repartições governamentais.


De acordo com a PF, a quadrilha era investigada há um ano e os desvios eram concentrados nas secretarias de Saúde, Justiça e no DETRAN local.


- “O esquema consistia em um verdadeiro loteamento de licitações e contratos de prestação de serviços junto à administração estadual mediante corrupção e tráfico de influências para favorecer determinadas empresas”, diz a nota distribuída ela PF.


Os presos serão indiciados por formação de quadrilha, extorsão, falsidade ideológica, peculato, corrupção passiva, advocacia administrativa, violação de sigilo funcional, tráfico de influência, corrupção ativa, fraude em licitações e lavagem de dinheiro.
Correio de Notícias

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Minha opinião sobre as eleições em Rio Branco.



Me perguntaram o que eu achava entre os pré-candidatos a prefeitos de Rio Branco, qual teria chance de vencer. Eu expus minha opinião assim: Sinceramente acho que o Fernando Melo da Costa, tem muita chance de ser o prefeito. Por que? Porque a Frente Popular criou uma fadiga muito grande ao está há mais de 16 anos no poder. Apesar de ter cumprido um papel importante, terem feito muitas obras, naturalmente cometeu muitos erros também. A prova disso foi que quase perderam o governo na eleição passada. Por outro lado o Tião Bocalom, apesar de ter saido com uma votação estrondosa, todo mundo sabe que estes votos foram contra o candidato do PT, ele sozinho não teria 20% dos votos. Então, mesmo com toda a máquina federal, estadual e municipal, nas esquinas e nas ruas é quase unânime a opinião das pessoas em querer mudar. 
Neste cenário, o Fernando Melo, sai na frente. Primeiro porque é candidato por um dos maiores partidos do Acre e também por ter apoio do Sérgio Petecão, que está na moda no Acre. A prova disso foi uma enquete no site agazeta.net onde 60% das pessoas disseram votar num candidato apoiado por petecão, contra 40% dos que votariam no candidato do governador Tião Viana. Sem preconceito nenhum, falo por conhecer o regionalismo acreano, Bocalom e Marcos Alexandre, estrangeiros vindo do sul, terão mais dificuldade em debater os problemas locais com o Fernando Melo que é Acreano da gema e já demonstrou competência nos cargos que ocupou. Essa é minha opinião, podem me apedrejarem.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Temos o shopping que merecemos


Não sei porque as pessoas ficam criticando as instalações do Shopping Via Verde, quando na verdade deveriam ficar orgulhosos com este importante empreendimento em nosso estado. Um estado com uma economia fragilizada como a nossa ter um shopping, mesmo pequeno e sem grandes requintes já é muita coisa. Devemos pensar que nossa economia não permite algo melhor, afinal, o dinheiro que circula no nosso mercado é proveniente de repasses federais ou empréstimos à instituições financeiras.

Aqui não produzimos arroz, feijão, milho e, outros alimentos capazes de atender o nosso mercado interno, não temos fabricas ou outras fontes de recursos, a não ser o dinheiro do estado. Aqui as pessoas ou são funcionários públicos efetivos ou cargos em comissão. As empresas para sobreviver precisam vender ou prestar algum tipo de serviço para o estado e, o comércio sobrevive também do dinheiro do contra-cheque.

Diante de tudo isso, devemos dar graças a Deus por termos mais uma opção de lazer e compras na nossa cidade.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Ruas do Povo no Conjunto Esperança

Bem que o programa Ruas do Povo podia dá uma chegadinha no Nova Esperança. Apesar de algumas ruas já terem recebido alguma melhoria no passado, ainda há ruas que estão mais para ramal. Dá só uma espiada.




terça-feira, 15 de novembro de 2011

Um ano de Fala Baixada

No primeiro ano queria agradecer a todos que dispensaram sua atenção para visitar este humilde blog, que visa retratar uma parte esquecida da cidade de Rio Branco - A Baixada da Sobral. Aliás, esquecida agora, porque em ano de eleições vocês não imaginam a quantidade de gente que desce a ladeira do Bola Preta pra dizer que gostam daqui. Mesmo assim, me orgulho deste lugar que só perde em preferência para a minha cidade natal.

Procuro aqui, retratar um pouco da nossa história e da nossa gente, mesmo não tendo a habilidade correta com as palavras.

Espero continuar contando com atenção de todos nos próximos anos.

domingo, 13 de novembro de 2011

Shopping Via Verde no período da construção

Muita gente não viu o shopping enquanto estava em construção. Como registro estou publicando estas fotos para quem não acompanhou desde o início da construção.




quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Oficina do Hélio

Num cantinho em frente à uma parada do ônibus Bahia-Palheiral fica a oficina de motos e bicicleta do Hélio, na rua São Salvador, Bahia Velha.    
Apesar da simplicidade é um dos locais mais visitados da região para corrigir os problemas do "cavalo".                                                 

Parada de ônibus, aliás, local da parada, porque não existe abrigo para passageiros aqui.

 Aqui o  Nildo arrumando a moto para mais um dia de trabalho.

 O Dode e De Sena aproveitando para colocar  o assunto do bairro em dia.

 Aqui o Bob trazendo trabalho para o Hélio.

Gente boa, simpático e ótimo profissional, assim é o Hélio.


quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Posto do Bob

 O posto de lavagem do Bob é melhor lugar pra lavar o carro na Baixada da Sobral. Além de lavar o possante você pode encher a cara no bar do Valdo que fica em frente e, reúne a maior legião de pé inchado do Bairro Bahia. Além da manguaça, a sinuca e, claro, um pouco de conversa da vida alheia. Pense numa cambada de mal acabados, presença confirmadíssima do De Sena, Milde, Bal, Evandro, Airton Galvão e, pora aí vai...

No fundo o bar do Valdo, fechado porque ninguém é de ferro.

Jaldo, com a motoca limpinha no Posto do Bob.


Fachada.

O Bob, em carne viva e cara de ressaca.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Aniversário do Gladson Menezes

Aniversário do empresário Gladson Menezes, um grande amigo que dedica boa parte do seu tempo e esforço para ajudar a comunidade. Foi uma festa bonita, com muitos amigos e muita animação.
Veja algumas fotos:
Paulo Getúlio e Jonatha

Gladson Menezes com amigo.

Afonso Fernandes e Gladson Menezes

Gladson Menezes, Elder Medina e familia.

Gilmar Torres, Gladson Menezes e Alexandre Damasceno.

Gladson Menezes, Saraiava e Familia.
Ainda nesta semana vou colocar todas as fotos.