sexta-feira, 29 de abril de 2011

Dia de festa

Eba!!!! Chegou a tão longínqua sexta-feira (esta semana foi foda), hora de comemorar, bebemorar e acreditar num mundo melhor… embora comigo e com muitos outros isso não seja bem assim…



Moradores da baixada do Sol recebem ações de projeto social

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Black Eyed Peas - I Gotta Feeling - Tradução

Inspiração para quem vai para o chalé...



...e voltar só as calças.

Pensando grande e no futuro, PSDC empossa diretoria municipal e recebe filiações


Com o auditório da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) tomado de militantes e simpatizantes, o Partido Social Democrata Cristão (PSDC/AC) empossou na manhã desta quarta-feira, a nova diretoria executiva municipal, que fica no cargo, inicialmente, por 180 dias e, após esse período, deve ser efetivada para comandar as ações da legenda em Rio Branco pelos próximos 4 anos.
No início da cerimônia foi passado aos presentes um vídeo institucional. Na mensagem, diversas lideranças nacionais do PSDC apresentavam as ideias e pretensões do partido.
O partido chegou ao Acre no ano de 2001, e desde então, em parceria com o Partido Trabalhista Cristão (PTC), já elegeu 4 deputados estaduais (2 no ano de 2002 e 2 em 2010), 2 vereadores, sendo um deles o mais votado na história política de Rio Branco (Olavo da Farmácia, falecido no ano de 2004 vítima de complicações cardíacas).
Para o presidente do Diretório Regional, Afonso Fernandes, notar a evolução do trabalho da legenda no Acre deixa os dirigentes imensamente satisfeitos.
Gladson Menezes e Afonso Fernandes, presidentes municipal e regional do PSDC/AC

Mandato do povo
Os deputados estaduais Edvaldo Souza e Éber Machado, que representam o PSDC na Aleac, estiveram presentes a solenidade.
Em sintonia, ambos fizeram questão de destacar que suas atuações são voltadas para o interesse da população mais carente. E ressaltaram ainda a vontade do PSDC de se transformar em uma referência político-partidária no Acre.
– Sinto-me feliz e alegre por fazer parte deste partido que cresce a cada dia no Estado, inclusive no interior. Um partido que não tem os vícios e as malandragens dos chamados partidos tradicionais, o que é mais importante. Tentamos fazer uma política nova, voltada para os que precisam ser incluídos na área social, de moradia para os que não têm a quem recorrer. Uma política com vergonha na cara. Não estamos aqui para tentar usufruir dos benefícios de terceiros, da política. Estamos para trabalhar e estabelecer o PSDC como um partido forte dentro da política do Acre. E isso vai depender de cada um de nós. O meu mandato não é apenas meu, é do PSDC – afirmou Edvaldo Souza, que garantiu não pensar em sair do partido, principalmente por existir um projeto de fortalecimento e crescimento e por não haver acanhamento na relação com os chamados grandes.
– É um momento muito feliz para a família do PSDC. Esse partido vai se tornar gigante. Já foi na eleição passada, quando elegeu dois deputados estaduais. Trata-se de um sonho que começou a virar realidade. O mandato dos deputados do PSDC não é nosso, é do partido, do povo do Acre, é de todos. Aproveito para reafirmar aqui o compromisso de ser um verdadeiro representante do povo, pois recebemos desse povo a confiança para estar aqui. Eles nos disseram para fazer o melhor pelo maior partido, o que mais cresceu na eleição, que é forte e vai ser gigante – discorreu Éber Machado. Veja mais...

Senador acreano denunciado por fraude é eleito para o Conselho de Ética


 Alvo de ação de perda de mandato impetrada pelo PMN à Mesa Diretora do Senado no mês passado, o senador Aníbal Diniz (PT-AC) foi indicado hoje pelo seu partido suplente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, onde, nos próximos dias, terá que se explicar acerca de uma série de denúncias que pesam contra ele.
Aníbal foi denunciado à Mesa do Senado por crimes de fraude, falsidade ideológica, improbidade administrativa e de se beneficiar de ato secreto para assumir a vaga deixada pelo senador Tião Viana (PT-AC), hoje governador do Acre.  A eleição de Diniz para o Conselho Ética é vista como manobra do partido dele, o PT, para barrar as investigações no âmbito do Senado.
Diniz também foi denunciado no Supremo Tribunal Federal (STF) e na Procuradoria-Geral da República pelos mesmos crimes. A ação no STF, o mandado de segurança 30523/2011, é analisada pelo ministro Celso de Mello.  Antes de manifestar-se sobre o pedido de liminar, que, se favorável garante a posse do segundo suplente Carlos Augusto Coelho de Farias, Mello pediu informações ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) e determinou a citação, na condição de litisconsortes passivos, o senador Aníbal Diniz e o Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores no Acre.
Aníbal Diniz chegou ao Senado no dia 21 de dezembro do ano passado com a renúncia do então senador Tião Viana. Mas, segundo o PMN, a posse dele foi ilegal. O partido afirma que Diniz não se desincompatibilizou do cargo público que ocupava em 2006, quando disputou as eleições como primeiro-suplente de Viana, além de ter supostamente fraudado documentos públicos.
Como Viana se elegeu governador no ano passado, Diniz assumiu sua cadeira no Senado. O PMN afirma que Aníbal apresentou à Justiça Eleitoral um ato fraudado do “Diário Oficial” do Acre com a sua desincompatibilização – por isso conseguiu sair como suplente.
“O ato de exoneração de Aníbal Diniz do cargo de secretário de Estado de Comunicação foi apenas uma simulação, eis que aquele continuou prestando serviços ao Estado do Acre no período no qual deveria estar desincompatibilizado”, afirma o partido na representação.
O PMN quer a vaga de Diniz porque o segundo suplente de Viana, Carlos Augusto Coelho de Farias, integra os quadros do partido. A ação contra Aníbal à Mesa do Senado é assinada pelo senador Sérgio Petecão (PMN-AC).
A representação afirma ainda que Diniz apresentou ato de exoneração da Secretaria de Desenvolvimento das Cidades e Habitação, mas nunca foi nomeado oficialmente para o cargo.
A nomeação, segundo o PMN, teria sido feita por um “ato secreto”. Depois, o senador teria mostrado outro ato de exoneração para sair do cargo – que, segundo o partido, também foi fraudado.
“Vê-se que a aparente desincompatibilização consistiu em atos simulados, representados por dois decretos de exoneração de cargo público, quando esteve exercendo, de forma ininterrupta, no curso do processo eleitoral de 2006, atividade no Poder Público”, diz a representação.
Outro lado
Acossado pelas denúncias, Diniz sempre tem afirmado que todas as acusações do PMN são improcedentes. Segundo o senador, houve um atraso na publicação da sua desincompatibilização pelo Diário Oficial do Acre – mas o ato foi oficialmente consolidado. Esse, no entanto, não foi o convencimento do ministro Celso de Mello, do STF, que acatou o Mandado de Segurança impetrado pelo PMN, no qual é pedida a nulidade do ato de posse de Aníbal no cargo de senador da República.
Ao acatar o mandado, o STF reconheceu a veracidade das provas juntadas pelo partido contra o senador petista. Se assim não o fosse, o ministro Celso de Mello teria indeferido imediatamente o pedido.  Apesar de todas as evidências probatórias levadas ao STF, ao Senado Federal e à Procuradoria Geral da República, Aníbal Diniz se diz inocente.
– Na época a Secretaria de Administração do Acre explicou tudo isso. A Justiça Eleitoral não viu nenhum cabimento nessa alegação. Nada disso é novidade, eles tentam isso desde 2006. Mas tudo foi resolvido desde a sua origem – afirmou Diniz à Folha de S. Paulo, no mês passado.
Ao justificar-se, Diniz sempre argumenta que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Acre desconsiderou todos os argumentos hoje apresentados pelo PMN. No entanto, o petista não revela que a ação contra ele não prosperou pelo fato de a materialidade do crime – o ato secreto que omitiu sua desincompatibilização – não ser ainda conhecida. O ato secreto, provado na ação do PMN no STF, ficou oculto durante nove meses, o prazo exato de uma gestação.

terça-feira, 26 de abril de 2011

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Cisne motivacional

Para começar a semana inspirado!
Era uma vez…

Isso porque ele não tinha dinheiro para fazer cirurgias, comprar roupas caras, um carro importado e ficar bonito. Coitado.

domingo, 24 de abril de 2011

Parabéns querida Tarauacá: 98 anos

A BANDEIRA


O HINO

O anseio de uma nova terra
Fez nascer teu povo varonil
Ao surgir no encontro dessas águas
Eis mais um recanto do Brasil

As águas do rio das tronqueiras
Irrigam o solo fértil deste lar
A fauna, a flora e essa gente.
Belezas do vale Juruá

Tarauacá teus ideais
Com passos firmes iremos conquistar

Oh! Cidade florida de sonhos
Do passado de lutas e glórias
Teu futuro reluz a esperança
De almejar confiantes a vitória

O sangue caboclo e nordestino
De um povo hospitaleiro e gentil
O brilho da estrela altaneira
Em tua bandeira refletiu

Tarauacá teus ideais
Com passos firmes iremos conquistar

A semente de tuas origens
Fez brotar a fé no coração
Dádiva singela tão presente
Que enaltece o ser de emoção
O canto que ecoa na floresta
Dos filhos da Amazônia a clamar
Que a faz fortaleza dessa selva
Reine nas entranhas do lugar

Tarauacá teus ideais
Com passos firmes iremos conquistar.





Município de Tarauacá
Brasão de Tarauacá
Bandeira de Tarauacá
BrasãoBandeira
Hino
Fundação1 de janeiro de 1907
Gentílicotarauacaense
Prefeito(a)Vando Torquato (PSDB)
(2005 – 2008)
Localização
Localização de Tarauacá
Unidade federativaBandeira do Acre.svg Acre
MesorregiãoVale do Juruá IBGE/2008 [1]
MicrorregiãoTarauacá IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofesAmazonas (N), Jordão (S), Feijó(L),Cruzeiro do SulPorto Walter (O) eMarechal Taumaturgo (SO).
Distância até a capital381 km
Características geográficas
Área15 553,43 km²
População33.883 hab. est. IBGE/2009 [2]
Densidade2,1 hab./km²
Altitude168 m
Climaequatorial
Fuso horárioUTC-5
Indicadores
IDH0,604 médio PNUD/2000 [3]
PIBR$ 164.107 mil IBGE/2005 [4]
PIB per capitaR$ 5.410,00 IBGE/2005 [4]






Fotos do blog da claudione


História de Tarauacá

Em virtude da emigração dos nordestinos a partir do ano de 1877, intensificou-se a exploração das terras do município. Em 1889 um grupo de imigrantes chega à confluência do rio Murú com o Tarauacá, fundando aí o seringal Foz do Murú, que em breve cresceu de importância uma vez que era aí o ponto de partida para as explorações dos altos rios.O marco inicial, porém, da verdadeira história do desbravamento desta região, a se ter notícia positiva, data do ano de 1890, quando fundaram um porto na confluência dos rios citados, denominando-o "Foz do Murú" ponto de partida para novasexplorações. Com a celebração do Tratado de Petrópolis, em 1903, as terras do município passam a integrar o território nacional. Em 1904, com a primeira divisão territorial administrativa dada ao Acre, Tarauacá passa a figurar no Departamento do Alto Juruá. A 01 de janeiro de 1907, Foz do Murú é elevada à categoria de Vila, com o nome SEABRA em homenagem ao então ministro da Justiça, Dr. José Joaquim Seabra.
Em 1912, foi desmembrado do Departamento do Juruá, passando a constituir o Departamento de Tarauacá, criado que fora pelo Decreto nº 9831 e instalado a 19 de abril, sendo seu 1º Prefeito Cel. Antônio Antunes de Alencar.
Ainda pelo mesmo Decreto em 23 de outubro de 1912, foi criado o município com o mesmo nome do departamento, este instalado em 24 de abril de 1913, data em que Vila SEABRA foi elevada à categoria de cidade, passando a se chamar Tarauacá. O nome tem origem indígena e significa “Rios dos paus e das tronqueiras”.
Antes de ser município, Tarauacá era habitado por tribos kaxinawás e jaminawás,que se localizavam a margem do rio. A partir de 1877, intensificou-se as explorações das terras marginais do rio Tarauacá, com a imigração dos nordestinos.
Em 1914, o recém-criado município passa por uma primeira divisão administrativa do Acre, e Tarauacá passou a fazer parte do departamento do Alto Juruá.
O primeiro prefeito Antonio Virgulino de Alencar fez muito para que o município crescesse e hoje Tarauacá tem como base econômica a agricultura, pecuária, comércio e serviços que são bases de sustentação, sem esquecer o extrativismo da borracha, marco importante na História de Tarauacá. O município na atualidade é conhecido como a Terra da mulher bonita e do abacaxi grande.






sexta-feira, 22 de abril de 2011

Sei não ó

Deputado Edvaldo Souza recebe vereador de Brasiléia


Vereador e presidente da Câmara Municipal da cidade de Brasiléia, no Acre, Carlinho do ‘Pelado’ (PSB), visitou o gabinete do deputado estadual pelo PSDC, Edvaldo Souza, para estreitar ainda mais, laços políticos e fortalecer apoio junto à fronteira.

Por sua vez, o deputado acha importante essa aproximação entre o parlamento da Capital com os Municípios, para que possam estar juntos, defendendo os interesses do povo que os elegeram.

O Alto Acre

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Acidente na estrada da Sobral: Carro invade o bar do Brabo

Páscoa - Qual o verdadeiro significado?


Qual é a origem e significado da Páscoa? Como surgiu a idéia do coelho e ovos de chocolate? E por que na sexta-feira dizem que não se deve comer carne mas sim peixe?

A páscoa pode cair em qualquer domingo entre 22 de março e 25 de abril. Tem sido modernamente celebrada com ovos e coelhos de chocolate com muita alegria. O moderno ovo de páscoa apareceu por volta de 1828, quando a indústria de chocolate começou a desenvolver-se. Ovos gigantescos, super decorados, era a moda das décadas de 1920 e 1930. Porém, o maior ovo e o mais pesado que a história regista, ficou pronto no dia 9 de abril de 1992. É da Cidade de Vitória na Austrália. Tinha 7 metros e dez centímetros de altura e pesava 4 toneladas e 760 quilos. Mas o que é que tem a ver ovos e coelhos com a morte e ressurreição de Cristo?

A origem dos ovos e coelhos é antiga e cheia de lendas. Segundo alguns autores, os anglo-saxões teriam sido os primeiros a usar o coelho como símbolo da Páscoa. Outras fontes porém, o relacionam ao culto da fertilidade celebrado pelos babilônicos e depois transportado para o Egito. A partir do século VIII, foi introduzido nas festividades da páscoa um deus teuto-saxão, isto é, originário dos germanos e ingleses. Era um deus para representar a fertilidade e a luz. À figura do coelho juntou-se o ovo que é símbolo da própria vida. Embora aparentemente morto, o ovo contém uma vida que surge repentinamente; e este é o sentido para a Páscoa, após a morte, vem a ressurreição e a vida. A Igreja no século XVIII, adotou oficialmente o ovo como símbolo da ressurreição de Cristo. Assim foi santificado um uso originalmente pagão, e pilhas de ovos coloridos começaram a ser benzidos antes de sua distribuição aos fiéis.
Em 1215 na Alsácia, França, surgiu a lenda de que um dos coelhinhos da floresta foi o animal escolhido para levar um ninho cheio de ovos ao principezinho que esta doente. E ainda hoje se tem o hábito de presentear os amigos com ovos, na Páscoa. Não mais ovos de galinha, mas de chocolate. A idéia principal ressurreição, renovação da vida foi perdida de vista, mas os chocolates não, ele continuam sendo supostamente trazidos por um coelhinho...
O Peixe, foi símbolo adotado pelos primeiros cristãos. Em grego, a palavra peixe era um símbolo da confissão da fé, e significava: "Jesus Cristo, filho de Deus e Salvador." O costume de comer peixe na sexta-feira santa, está associado ao fato de Jesus ter repartido este alimento entre o povo faminto. Assim a tradição de não se comer carne com sangue derramado por Cristo em nosso favor.

Mas vejamos agora, qual é a verdadeira origem da Páscoa?
Não tem nada a ver com ovos nem coelhos. Sua origem remonta os tempos do Velho Testamento, por ocasião do êxodo do povo de Israel da terra do Egito. A Bíblia relata o acontecimento no capítulo 12 do livro do Êxodo. Faraó, o rei do Egito, não queria deixar o povo de Israel sair, então muitas pragas vieram sobre ele e seu povo. A décima praga porém, foi fatal : a matança dos primogênitos - o filho mais velho seria morto. Segundo as instruções Divinas, cada família hebréia, no dia 14 de Nisã, deveria sacrificar um cordeiro e espargir o seu sangue nos umbrais das portas de sua casa. Este era o sinal, para que o mensageiro de Deus, não atingisse esta casa com a décima praga. A carne do cordeiro, deveria ser comida juntamente com pão não fermentado e ervas amargas, preparando o povo para a saída do Egito. Segundo a narrativa Bíblica, à meia-noite todos os primogênitos egípcios, inclusive o primogênito do Faraó foram mortos. Então Faraó, permitiu que o povo de Israel fosse embora, com medo de que todos os egípcios fossem mortos.

Em comemoração a este livramento extraordinário, cada família hebréia deveria observar anualmente a festa da Páscoa, palavra hebraica que significa "passagem" "passar por cima". Esta festa, deveria lembrar não só a libertação da escravidão egípcia, mas também a libertação da escravidão do pecado, pois o sangue do cordeiro, apontava para o sacrifício de Cristo, o Cordeiro que tira o pecado do mundo.

A chamada páscoa cristã, foi estabelecida no Concílio de Nicéia, no ano de 325 de nossa era. Ao adotar a Páscoa como uma de suas festas, a Igreja Católica, inspirou-se primeiramente em motivos judaicos: a passagem pelo mar Vermelho, a viagem pelo deserto rumo a terra prometida, retirando a peregrinação ao Céu, o maná que exemplifica a Eucaristia, e muitos outros ritos, que aos poucos vão desaparecendo.

A maior parte das igreja evangélicas porém, comemora a morte e a ressurreição de Cristo através da Cerimônia da Santa Ceia. Na antiga Páscoa judaica, as famílias removiam de suas casas, todo o fermento e todo o pecado, antes da festa dos pães asmos. Da mesma forma, devem os cristãos confessar os seus pecados e deles arrepender-se, tirando o orgulho, a vaidade, inveja, rivalidades, ressentimentos, com a cerimônia do lava-pés, assim como Jesus fez com os discípulos. Jesus instituiu uma cerimônia memorial, a ceia, em substituição à comemoração festiva da páscoa. I Coríntios 11:24 a 26 relata o seguinte:
Jesus tomou o pão, "e tendo dado graças o partiu e disse: Isto é o meu corpo que á dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no Meu sangue, fazei isto todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do senhor, até que ele venha."

Vários símbolos nesta ceia merecem nossa atenção. O ato de partir o pão, indicava os sofrimentos pelos quais Cristo havia de passar em nosso favor. Alguns pensam, que a expressão "isso é o meu corpo" signifique o pão e o vinho se transformassem realmente no corpo e no sangue de Cristo. Lembremo-nos portanto, que muitas vezes Cristo se referiu a si próprio dizendo "Eu Sou a porta" (João 10:7), "Eu sou o caminho" (João 14:6) e outros exemplos mais que a Bíblia apresenta. Isto esclarece, que o pão e o vinho não fermentado, são símbolos e representam o sacrifício de Cristo. Ao cristão participar da cerimônia da ceia, ele está proclamando ao mundo sua fé no sacrifício expiatório de Cristo e em sua segunda vinda. Jesus declarou: "Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino de Meu Pai." ( Mateus 26:29)

Portanto, a cerimônia da Santa-Ceia, que Jesus instituiu, que veio a substituir a cerimônia da Páscoa, traz muitos significados:

1 - O Lava-Pés, significa a humilhação de Cristo. Mostra a necessidade de purificar a nossa vida. Não é a purificação dos pés, mas de todo o ser, todo o nosso coração. Reconciliação com deus, com o nosso próximo e conosco mesmo - união - não somos mais do que ninguém. O maior é aquele que serve...

2 - A Ceia significa a libertação do Pecado através do sacrifício de Cristo. Significa também estar em comunhão com ele. E sobretudo, é um antegozo dos salvos, pois Jesus disse: "Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino do meu Pai. (Mateus 26:29)

Conclusão:
Advertindo a cada cristão, que tome cuidado com os costumes pagãos que tentam sempre driblar os princípios bíblicos. Não é de hoje, que se nota como os princípios bíblicos são alterados por costumes e filosofias humanas. Adoração a ídolos, a mudança do sábado para o domingo, o coelho e o chocolate, são apenas alguns exemplos das astúcias do inimigo. A Bíblia, e a Bíblia somente, deve ser única regra de nossa fé, para nos orientar, esclarecer e mostrar qual o caminho certo que nos leva a Deus e que nos apresenta os fundamentos de nossa esperança maior que é viver com Cristo e os remidos, num novo céu e numa nova terra. Devemos tomar cuidado com as crendices, tradições, fábulas, e mudanças humanas disfarçadas. Minha sugestão é examinar com oração, cuidado e com tempo as Sagradas Escrituras, para saber o que hoje é crendice ou tradição, estando atento, para saber o que realmente deus espera de cada um de nós.

Jesus foi claro "Fazei isto em memória de mim." Ele exemplificou tudo o que deve ser feito. E se queremos ser salvos, precisamos seguir o que Jesus ensina e não outras tradições ou ensinamentos. Mateus 15:9 adverte: "Em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens."

16 maneiras de irritar um taxista


Mega-Sena premia dois apostadores com R$ 35 mi cada


O concurso número 1.276 da Mega-Sena realizado na noite de quarta-feira em Franco da Rocha (SP) teve dois vencedores. Ambos acertaram em sua aposta as seis dezenas sorteadas: 05 - 09 - 11 - 22 - 36 - 40. Cada ganhador ficou com 35.704.303,03 reais de um prêmio de mais de 70 milhões de reais, de acordo com a Caixa Econômica Federal. Os bilhetes premiados são de São José dos Pinhais (PR) e Limeira (SP). 

Ao todo, 560 bilhetes acertaram a quina e devem levar 10.159,62 reais cada um. Outras 30.367 apostas levaram a quadra e ganharão 267,64 reais cada. O próximo sorteio acontece no sábado e tem prêmio estimado de 2,5 milhões de reais, segundo a Caixa Econômica Federal. Os apostadores devem tentar a sorte tem até as 19 horas (horário de Brasília) do dia do sorteio. 

Veja