terça-feira, 31 de maio de 2011

Edvaldo "não pretende" ser candidato a PMRB! Será?


O nome de Edvaldo Souza (PSDC) está crescendo para disputar a Prefeitura de Rio Branco em 2012. Uma eleição que parecia "no papo", para a oposição, começa a descortinar-se "um pouquinho mais difícil". O homem tem carisma, tem a mídia na mão e certamente terá, se quiser, o apoio da Frente Popular do Acre. Ele se diz independente, mas, o partido faz parte da "base" do governo. Na campanha passada ele me disse que isso era "teórico", vamos ver agora, quando a disputa tiver como prêmio a Prefeitura de Rio Branco. Pensando bem, a Prefeitura de Rio Branco é um prêmio tipo "presente de grego", segundo se fala, está quebrada.

Hoje, conversei com um partidário de Márcio Bittar que me pareceu "pouco entusiasmado" com a candidatura deste à prefeitura em 2012. A frase dele foi: "o candidato é o Bocalom", sinal de que já ouviu alguma coisa de que Márcio poderia estar desistindo da empreitada.

Numa análise fria, o eleitor acreano gostaria de testar "carne nova" na política e poderá sim, aceitar bem o nome de Edvaldo Souza para a prefeitura da capital. Isso ficou provado nas eleições 2010, quando figurinhas carimbadas da ALEAC foram alijadas para dar lugar a novatos. O pré-candidato também parece entusiasmado com a idéia, embora disfarce bem, segundo o que se comenta pelas esquinas, já teria ido à Brasília conversar com a direção de seu partido e já deu a entender em seu blog que: "não pretende ser", o que configura o contrário.

Seria também muito conveniente para a Frente Popular um candidato que não fosse do Partido dos Trabalhadores. No caso de perder, não seria "o PT quem perdeu" a prefeitura, mas, um de seus aliados.

Há também a opção de que Edvaldo "não vá pela Frente", que seja "mais um dos muitos independentes", aí então a Frente Popular entraria em pânico, não teria mesmo a menor chance. Uma coisa é certa, a Frente Popular precisa arrumar um candidato à altura dos da oposição urgente, senão babaus.

Deputado Éber Machado diz que Força Nacional deveria se chamar de “força do mal”


O deputado Éber Machado utilizou o pequeno expediente da Aleac para disparar criticas contra a Segurança Pública do Estado. O parlamentar citou o fato ocorrido no dia 22 de maio, em que Soldados da Força Nacional, realizaram uma blitz no Circuito Amadeo Barbosa, com a utilização, segundo ele, de spray de pimenta, helicóptero e até com disparos de tiros contra a população.
Machado classificou a Força Nacional como “Força do mal” em critica a atuação dos soldados. A “operação holywood”, como chamou o deputado Cristão, abordou o irmão do deputado, empresário Romulo Machado. O discurso inflamado de Éber [do bloco de situação], despertou criticas a atuação da Força Nacional no Acre.

Ac 24 Horas

Relatório que traz de volta o horário do Acre é aprovado com abstenção de Jorge Viana

Acabou neste instante a votação na Comissão de Constituição e Justiça do relatório do senador Luiz Henrique que devolve o horário do Acre, com base na decisão do referendo acontecido na última eleição. Todos os membros da comissão votaram a favor, a não ser pela curiosa abstenção do senador Jorge Viana. Segundo o senador o povo foi manipulado politicamente para votar pela volta do horário. O senador Anibal Diniz, protestou mas acabou votando com o relatório.

Enquete: Em qual destes pré-candidatos você votaria para prefeito de Rio Branco?


Participe da nossa enquete na coluna ao lado direito deste blog e, dê sua opinião para sabermos quais dos atuais nomes em discussão como possíveis prefeituráveis, tem a maior simpatia dos leitores do blog.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Na coluna do Evandro Cordeiro: Edvaldo Souza vai à reunião em Brasília e revela que falou sobre candidatura a prefeito

ed_Souza

Viagem misteriosa
Com o nome nas nuvens entre os prefeituráveis de Rio Branco, o deputado estadual Edvaldo Souza fez misteriosa viagem à Brasília essa semana. Lá, encontrou-se com a direção nacional de seu partido, o PSDC, e um alto dirigente da Frente Popular.

Check-up

Edvaldo Souza viajou sob pretexto de que iria fazer um check-up no Sul do País. E confirmou à coluna que fez mesmo os exames, mas em seguida atendeu chamado da executiva nacional do PSDC.

Coluna do Evandro Cordeiro

Representantes do PSDC acriano participam de encontro regional no Amapá


Os presidentes, estadual e municipal do Partido Social Democrata Cristão (PSDC) do Acre, José Vasconcelos Fernandes e Gladson Menezes, respectivamente, participam neste sábado (28), na cidade de Macapá (AP), do ‘V Encontro dos Diretórios Regionais da Região Norte do PSDC’.
A realização vai contar com a presença do presidente nacional do partido, o deputado federal José Maria Eymael, e de todos os representantes de estados da região.
O Encontro vai abordar temas voltados para a Social Democracia Cristã no Brasil como os movimentos jovens, de solidariedade, trabalhista, empresarial, cultural, feminino e verde, que são estratégias de ação do PSDC junto à sociedade.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

BR 364, o Binho prometeu asfaltar até o fim do seu mandato





EU FALO O QUE?

Fotos do blog do João Rego

A familia Real é normal

Como já dizia o poeta (e imbecil, pois nunca foi exemplo pra ninguém, embora as músicas foram ótimas) Cazuza: “a burguesia fede”… isso prova que todos somos iguais!

 A rainha quase não se conteve, mas manteve a pose, diferente do príncipe.

Tarauacá poderá ter um senador

Caso o TSE dê ganho de causa ao PMN e o senador Anibal Diniz perca o mandato, Carlos Coêlho poderá assumir como senador e, Tarauacá novamente terá um de seus filhos num dos mais importantes cargos da república. Carlos Augusto Coêlho é um daqueles apaixonados por Tarauacá e, se vier a assumir o cargo, com certeza honrará nossa amada cidade.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Curso de idiomas

O maior problema em aprender falar inglês, é que também começamos a entender as letras das músicas.

JORGE VIANA PROPÕE ESTUDO DA CCJ SOBRE REVISÃO TERRITORIAL








O senador Jorge Viana propôs nesta quarta-feira,25, que a Comissão de

Constituição e Justiça faça um estudo sobre a revisão dos limites
territoriais do Brasil para servir de base a qualquer decisão sobre
propostas de criação de novos estados. A sugestão foi feita, ontem, na
Comissão, durante debate sobre a proposta de convocação de plebiscito
sobre a criação do Estado do Tapajós.



Na opinião do senador acreano, “é preciso sair da armadilha perigosa

de criar um estado atrás do outro; o importante é discutir os
problemas do país e encontrar soluções que levem em conta as
características sociais, econômicas e geográficas das diversas
regiões”.



Viana usou como argumento em favor de sua proposta a revisão dos

limites de municípios do Acre feita em conjunto pela Assembléia
Legislativa e o governo do Estado e que adotou critérios como cursos
de rios , costumes e cultural regional. Segundo o senador, isso ajudou
a ajustar situações e permitiu o melhor planejamento de soluções
adequadas às características de cada área.

Jorge Viana considera inaceitável que a divisa entre o Acre e o
Amazonas seja uma linha imaginária quando há tantos pontos geográficos
como referência e diante do fato de que as comunidades se formam em
função dos rios que passam na área e criam seu pequeno universo de
regras, costumes e cultura.

“Não sou a favor da criação de novos Estados de maneira mecânica. Os
limites das unidades federativas são seculares, mas agora há
conhecimento acumulado e instrumentos modernos e suficientes para que
as possíveis redivisões sejam tratadas com critério, sem vinculações a
interesses políticos”, acrescentou.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

O caos do transito em Rio Branco


Trafegar de carro hoje em Rio Branco é mais que uma aventura, é sofrimento mesmo. Nos horários de pico, é preciso ter muita paciência para circular, principalmente no centro da cidade. Além das ruas estreitas e  de mão dupla, os sinais em cima um do outro fazem a nossa paciência ir no limite, pois você simplesmente não sai do lugar.

Nós sabemos que todo mês entra centenas de carros  novos em circulação, mesmo assim, parece que as medidas adotadas pelo governo e prefeitura é somente encher as ruas de fiscais e não tomam a medida correta, que seria ir aos poucos, duplicando as avenidas.

Parece que somente o governador Jorge Viana tinha a visão que essa cidade um dia ia crescer, pois foi no seu governo que algumas ruas começaram a ser duplicadas. Depois que saiu tudo parou.

A terceira ponte até que ajuda, mas parece que foi foi falta de estudo técnico ou burrice, que construíram ela no caminho que leva a mais congestionamento, ou seja, para o centro.

A verdade é que a cidade está um caos e, precisamos urgente de um governante, principalmente um prefeito, que pense num meio de fazer essa cidade andar, porque do jeito que vai é melhor deixar o carro em casa.


terça-feira, 24 de maio de 2011

Edvaldo Souza fala sobre possível candidatura para a prefeitura de Rio Branco


Leia a análise fria que o Deputado Edvaldo Souza faz sobre as especulações de uma possível candidatura sua  à prefeitura de Rio Branco. Acompanhe:

Tenho conversado com colegas jornalistas, com as pessoas mais pobres que formam o bolsão de miséria na periferia e a pergunta tem sido uma só: o senhor é candidato a prefeito?




Aprendi na vida que devemos ter a cautela necessária, a maturidade aliada a experiência, para trilharmos o nosso caminho e sobrepujarmos as adversidades. A vida é assim e tem me feito a aprender desta forma.

Confesso que nunca pensei em enveredar pelos caminhos da política. Nunca tive essa intenção internalizada em meu pensamento. Sempre busquei outros horizontes e dentro desses horizontes sempre priorizei a minha capacitação e formação como ser humano, como cidadão.




A política tem me propiciado conhecer o outro lado da moeda. O outro lado que não se aprende nos bancos da faculdade. O lado que hoje afirma de forma peremptória e amanhá desmente como se não se existisse o ontem. É assim.

Meu nome tem sido ventilado como pré-candidato nas mais variadas rodas políticas e setores da sociedade. Qualquer decisão que eu venha a tomar não depende mais só de mim. Depende do meu partido, de uma plêiade de bons amigos que me ajudaram na caminhada rumo a Aleac, da minha familia e principalmente de uma decisão solitária minha.




Não tenho pressa. O apressado come crú. Também não tenho o hábito de fugir de um boa peleja quando resolvo enfrentá-la.
Agora, que tal começarmos a ouvir a voz das ruas? o que diz o povo? O que as pessoas pensam?




Só me resta esperar. Aguardar sem nenhuma ansiedade e sem ter a ganância, o egoismo, a egocentridade do poder pelo poder.




O tempo é o senhor da razão.

Fósseis de jacaré que viveu há 8 milhões de anos são achados no Acre

Fóssil de jacaré (Foto: Reprodução/TV Acre)

Fragmentos da mandíbulas de jacarés de médio porte que teriam vivido há 8 milhões de anos na Amazônia foram identificados por pesquisadores da Universidade Federal do Acre (UFAC). Os fósseis haviam sido descobertos em 1999 no município de Senador Guiomard, às margens do Rio Acre, mas até então estavam guardados no Laboratório de Paleontologia da universidade.

Segundo o doutor em paleontologia e especialista em jacarés fósseis Jonas Pereira de Souza Filho, que também é professor associado da UFAC, é comum os laboratórios deterem material de campo que não é aberto nem estudado de imediato. Uma análise mais detalhada desse animal, que tinha cerca de 2,5 metros, está sendo feita. O réptil assemelha-se ao atual jacaretinga (Caiman crocodilus), que habita a região, mas a diferença é que aquele tinha um focinho mais alongado.

O nome oficial da nova espécie ainda está em discussão, mas deve homenagear a Amazônia. Os pesquisadores preparam agora um artigo científico sobre a descoberta, que deve ser apresentado em setembro durante um encontro na Argentina sobre paleontologia de vertebrados. O passo seguinte será publicar o achado em uma revista científica.

De acordo com Jonas Filho, o Acre está em uma zona de sedimentação propícia para a fossilização. Essas pequenas partes de mandíbulas, portanto, são o indício de que outros animais, ainda inéditos para a ciência, podem ser encontrados no futuro. “Ainda há muita coisa para se descobrir e falar sobre a nossa pré-história. Essa é apenas a ponta do iceberg da paleontologia”, disse.

Em 1986, foi localizada no Acre a peça mais completa do jacaré gigante Purussaurus brasiliensis, um dos maiores predadores que já viveu na Amazônia. Além disso, o estado é uma importante fonte de informações pré-históricas: nele já foram identificados quase 300 geoglifos, desenhos no solo que podem ter sido feitos por civilizações antigas.
 
do G1

Acabamento interno de luxo

Ter dinheiro é outra coisa, eu adoro carros com estes detalhes em madeira que revestem o painel, portas, etc… pena que não tenho grana pra comprar um.

Vocês também gostam?


Conversa de alto nível

Um grupo de maconheiros estava reunido num beco quando se aproxima um colega. Este passa pelo primeiro e o cumprimenta:
- E aí, meu?
- Só, cara!
Passa pelo segundo:
- E aí, meu?
- Só, cara!
Passa pelo terceiro:
- E aí, meu?
- Só, cara!
Passa pelo quarto:
- E aí, meu?
- Só, cara!
Passa pelo quinto?
- E aí, meu?
- Podes crer!
- Ué mano, por que você mudou de assunto? Tá querendo briga?!

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Terra sem lei:Empresário e família são espancados e humilhados durante operação que envolveu até a Força de Segurança Nacional

O empresário Rômulo Machado, proprietário da Auto Escola Machado, [irmão do deputado Éber Machado, da base do governo na Aleac] procurou a reportagem do ac24horas, na manhã desta segunda-feira, 23, para denunciar e levar ao conhecimento da opinião pública, a truculência sofrida por ele, por sua filha e esposa no estacionamento do Estádio Arena da Floresta, na madrugada do último domingo, quando comemorava seu aniversário.
De acordo com Rômulo Machado, durante a abordagem policial, ele e sua família sofreram agressões de dezenas de policiais, ao questionar os motivos da ação policial, já que o veículo que estava sentado estaria sendo conduzido por sua esposa, Nataly Leal Lima, responsável pela condução do Chevrolet  Blazer  de propriedade da família.
“O veículo estava estacionado, minha esposa se apresentou como a motorista, mesmo assim os policiais queriam minha habilitação”, explica Rômulo Machado, afirmando que momentos antes da abordagem dos policiais da Companhia de Trânsito haviam passado uma guarnição comandada pelo policial identificado como Giovane, um antigo desafeto do empresário.
O empresário acredita que a confusão tenha sido ocasionada pelo policial militar Giovane, com quem no ano de 2001, se desentendeu em uma briga de bar que terminou em ação judicial das duas partes. Rômulo Machado ganhou a causa, além de a Justiça determinar que o policial mantenha determinada distância sob pena de detenção.
“Eles [a guarnição de Giovane] passaram e voltaram, perguntando o que eu e um amigo teríamos falado. Prontamente respondi que não teria falado nada em respeito à polícia, que a conversa era particular, mas mesmo assim eles insistiram, chamando a Polícia de Trânsito. Quando a Ciatran chegou, ele afirmou: agora você vai me pagar, vagabundo”, relata Rômulo.
Segundo o empresário, a partir da chegada do reforço policial, começaram as agressões, que se estenderam a sua esposa e filha que tiveram roupas rasgadas pela truculência dos policiais. Rômulo Machado entregou a reportagem do ac24horas, um CD com as imagens da ação policial, onde pode visualizadas as agressões sofridas por sua família.
A esposa do empresário alega que se identificou como condutora do veículo, mas a questão não parecia ser uma ocorrência policia rotineira. De acordo com Nataly leal, a operação policial fechou todos os pontos de acesso do estacionamento do Estádio Arena da Floresta, para evitar que as pessoas saíssem sem passar pela fiscalização.
“Os policiais já estavam nas saídas do local, não precisava fazer aquele tipo de abordagem. Eu não ingeri bebida alcoólica, para que meu esposo pudesse comemorar seu aniversário, e o carro estava parado. Será que é proibido estar próximo de um carro ou sentado nele, parado? Eu estava dirigindo, me identifiquei, mesmo assim ele o espancaram meu marido”, diz revoltada.

HUMILHAÇÃO E VIOLÊNCIA - As pessoas que presenciaram a ação policial registraram tudo em telefones celulares. Segundo o empresário Rômulo Machado e sua esposa, muitas pessoas foram presas por fazer imagens da ação truculenta dos policiais.
O empresário afirma ainda, que os policiais que fizeram a abordagem, não teriam seus nomes identificados, como de costume. “Estranhei e perguntei por que eles não estavam identificados, mas eles disseram que não era do meu interesse”.
A esposa de Rômulo, afirma que foi agredida por um policial da Força Nacional de Segurança, e teve suas roupas e pulseiras arrancadas dos braços, quando os policiais tentaram algemá-la. “Os policiais que vieram reforçar a nossa segurança estão sendo usados para  espancar pessoas de bem. Tive minha roupas rasgadas e pulseiras quebradas por policias totalmente despreparados”, afirma Nataly.
A sessão de tortura não teve fim na abordagem. A esposa do empresário Nataly Machado diz que ao chegar a Defla, junto com a filha de Rômulo, a estudante Fernanda Machado, foi agredida fisicamente e verbalmente pelos também pelos agentes civis e militares.
“Eles me chamavam de vagabunda, apontando uma tatuagem que tenho. Diziam que tinha nojo de mim”. A dona de casa denunciou ainda, a agente de policia identificada como Silmara, que não se limitava a agressão verbal, mas ficava empurrando e cutucando as detidas durante todo o tempo em que permaneceram na unidade de segurança.
“Qual o crime que cometi? Será que no Estado do Acre é proibido se divertir? Porque eles não procuram bandidos nos bairros perigosos de Rio Branco? No estacionamento da Arena da Floresta, só vão pessoas e bem”, enfatiza Rômulo Machado, que tem audiência judicial para tratar do assunto no próximo dia 31.
VERSÃO DA PM - No início da tarde desta segunda-feira, 23, a reportagem de ac24horas fez contato telefônico com o comandante da Polícia Militar, coronel Josér Reis Anastácio, que informou não ter com tomado conhecimento em relação ao caso específico da suposta agressão ao empresário Rômulo Machado, durante a operação Álcool Zero.
De acordo com o comandante foram feita 20 detenções de condutores que dirigiam em estado de embriaguês, além da apreensão de vários veículos. Os números exatos da operação serão apresentados através de um balanço da Polícia Militar.
“Sobre este caso específico que envolveu a agressão deste empresário não tenho conhecimento, Preciso ver os relatório da operação, só a partir daí é que podemos nos posicionar sobre as ocorrências da operação” afirma o coronel Anastácio.
O comandante da Polícia Militar informou que a partir da terça-feira, 24, poderá esclarecer sobre as detenções e apreensões feitas durante a Operação Álcool Zero.
NOTA DA REDAÇÃO -  reportagem de ac24horas tentou, também, contato telefônico com a secretária de Comunicação do Estado, Mariama Morena, pelo telefone (68) 9971-03**, mas ela não atendeu a ligação ou retornou, para que fosse repassada a versão do governo do Acre sobre o episódio.
Sobre a citação da versão governamental, a jornalista Mariama Morena enviou o seguinte e-mail para a redação:
Caro jornalista,
sobre a matéria "Empresário e família são espancados e humilhados durante operação que envolveu até a Força de Segurança Nacional" veiculada no site ac24horas.com, em que o autor do texto afirma ter me ligado e eu não tenha atendido ou dado retorno para "repassar a versão do governo do Acre sobre o episódio", esclareço que não recebi nenhuma ligação neste período da tarde de nenhum jornalista do referido site. De qualquer forma, como a própria matéria já explicita, o Coronel Anastácio, Comandante da PM, afirmou que o caso será investigado e que os fatos não eram de conhecimento do comando, portanto, do governo. As afirmações do comandante já se configuram na "versão do governo do Acre": o caso está sendo investigado e será dado o devido esclarecimento aos fatos, tão logo sejam feitos os levantamentos.
Att, Mariama Morena
do Ac24horas
SÓ MESMO O JORGE  PRA COLOCAR O ACRE DE VOLTA NOS TRILHOS

Evandro Cordeiro assinará coluna política diária no site da TV Gazeta


Dono de um dos textos mais intrigantes do jornalismo acreano, pela mistura frequente do português clássico com clichês e bordões do acreanês, o jornalista Evandro Cordeiro acaba de ser integrado ao time de profissionais do site Agazeta.net. 

Com 20 anos de jornalismo, ele é um dos últimos da geração de jornalistas forjados nas redações, ensinado por grandes nomes como os de Zé Leite, Suede Chaves e Tião Maia.  

A sua vinda ao site Agazeta.net reforça a editoria de política. Evandro assinará uma coluna diária política. Com dez anos de atuação no jornalismo político, o jornalista tem as fontes mais inesperadas na área e figura, nos últimos dois anos, como um dos colunistas mais lidos do Estado.

Apesar dos longos anos de atuação na área não nega o “frio na barriga”, por causa, segundo ele, “do padrão Gazeta de jornalismo”.  

Evandro de Souza Cordeiro tem 39 anos, dos quais 20 dedicados ao jornalismo. É pós-graduando em psicopedagia e sempre atuou no jornalismo impresso, com carreira longa no jornal O Rio Branco, onde mantém sua coluna decana, com passagens rápidas pelos jornais Página 20 e A Gazeta.

Ganhou vários prêmios de jornalismo, entre eles o Bola de Ouro de 1996, recebido no Rio de Janeiro e reconhecido pela implantação de padrão dinâmico para a época, na editoria de esportes do Jornal O Rio Branco.

Um ano depois, recebe outro Bola de Ouro, na festa dos 50 anos do prêmio, por ter sido o mais jovem jornalista do País a ser reconhecido pela comenda.

Em 2007, ganhou o prêmio Chalub Leite, com material jornalístico produzido a partir de extensas entrevistas com membros do esquadrão da morte convertidos ao evangelho.

agazeta.net

Concursos com inscrições abertas somam mais de 12 mil vagas


Pelo menos 56 concursos públicos em todo o país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (23) e reúnem 12.053 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade.
Só a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) oferece o total de 2.090 vagas em 26 capitais do país. Os salários chegam a R$ 21.766,15 no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, em São Paulo.
Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva, ou seja, os aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.
Os órgãos que abrem inscrições são os seguintes: Banco do Brasil, DAE de Jundiaí, Prefeitura e Câmara de Açailândia (MA), Prefeitura de Campinas (SP), Prefeitura de Combinado (TO), Prefeitura de Estância (SE), Prefeitura de Jacinto (MG), Prefeitura de São José de Ribamar (MA), Prefeitura de Teixeiras (MG) e Secretaria da Segurança Pública do Paraná.

CONFIRA OS EDITAIS

domingo, 22 de maio de 2011

JORGE VIANA PARTICIPA DA ENTREGA DA REFORMA POLÍTICA A SARNEY


O senador Jorge Viana, membro da  Comissão de Reforma Política, participou nesta quarta-feira, 18, da entrega de onze propostas de mudança do sistema político e eleitoral ao presidente do Senado, José Sarney. O colegiado é composto de quinze senadores, foi criado no dia 22 de fevereiro e encerrou seus trabalhos no dia 7 de maio.

Os temas da reforma incluem o sistema proporcional com lista fechada, o voto obrigatório, a candidatura avulsa e o fim das coligações partidárias. Das 11 propostas aprovadas, sete tratam de regras gerais do processo eleitoral: voto obrigatório, financiamento público de campanha, possibilidade de candidatura avulsa, prazo mínimo de um ano antes das eleições para filiação partidária e domicílio eleitoral e ratificação das regras atuais de fidelidade partidária e cláusula de desempenho.

Para Jorge Viana, “devemos mudar a legislação eleitoral sem mexer na Constituição, o que seria difícil e demorado. Mesmo assuntos polêmicos, como o sistema eleitoral, podem ser resolvidos apenas com aprovação de novas leis. A reforma pode ser rápida e de grande qualidade”.

As sete propostas de emenda à Constituição e os quatro projetos de lei que compõem o projeto de reforma seguirão agora para a Comissão de Constituição e Justiça e a expectativa é de que sejam votadas até o dia 6 de julho. Depois disso, serão encaminhadas à apreciação da Câmara dos Deputados.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Guinness elege mineira de 114 anos como a pessoa mais velha do mundo


Uma moradora de Minas Gerais foi reconhecida pelo Guinness, o livro dos recordes, como a pessoa viva mais velha do mundo nesta quarta-feira (18). Maria Gomes Valentim, de 114 anos, é moradora da cidade de Carangola e tem 48 dias de vida a mais que a antiga detentora do recorde, a norte-americana Besse Cooper.
A equipe do Guinness confirmou a data de nascimento de Maria: 9 de julho de 1896. Com isso, Besse Cooper, que ainda está viva, passa a ser a pessoa mais velha na América da Norte.
A mineira morou durante toda a vida na mesma cidade. Maria Valentim se locomove atualmente em uma cadeira de rodas e recebe o equivalente a um salário mínimo para sobreviver (R$ 545,00). A mineira também depende o sistema público para tratamentos, já que a família não consegue pagar seguro de saúde privado.
Ela se casou com João em 1913, mas seu marido morreu em 1946. Teve apenas um filho, quatro netos, sete bisnetos e cinco trinetos. Conhecida como Vó Quita, a mineira parece ter herdado a longevidade do seu próprio pai, que também viveu muito: 100 anos.

G1

64,2% das famílias brasileiras estão endividadas, diz CNC


O porcentual das famílias que declararam ter dívidas aumentou para 64,2% em maio, acima da taxa de 62,6% verificada em abril, informou nesta quarta-feira (18) a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), responsável pela Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic). Em maio de 2010, o total de endividados correspondia a 58,7% das famílias.
Também na comparação com abril, o porcentual de famílias com dívidas ou contas em atraso aumentou em maio, passando de 23,4% para 24,4%. O resultado, no entanto, ficou abaixo dos 25,1% registrados em maio de 2010.
Houve elevação também no percentual de famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas, passando de 7,8% para 8,6% do total de famílias. Ambos os indicadores - de famílias com contas em atraso e de quem não terá condições de pagá-las - estão no maior patamar observado entre janeiro e maio deste ano.
Faixa de renda
O aumento no porcentual de famílias endividadas ocorreu nas duas faixas de renda analisadas, mas foi mais acentuada nas famílias com ganhos superiores a dez salários mínimos (de 52,9% para 57,7% de abril para maio).
O porcentual de famílias com contas ou dívidas em atraso também registrou em maio alta em ambos os grupos de renda, na comparação com abril. Para a faixa de menor renda, o indicador avançou de 25,2% para 26,1%. Na faixa de maior renda, por sua vez, o porcentual subiu de 13,3% para 14,4%.
A percepção em relação ao nível de endividamento das famílias brasileiras continuou se deteriorando em maio. O porcentual de famílias que se consideram muito endividadas alcançou 17,5%, o que indica um aumento ante a taxa de 15,7% de abril de 2011 e ao porcentual de 13,7% de maio de 2010.
Na comparação anual, a parcela que declarou estar mais ou menos endividada passou de 21,3% para 22,7% e a parcela pouco endividada alcançou 23,9% do total dos endividados contra 23,7% em maio de 2010. Para 71,8% das famílias endividadas, o cartão de crédito foi apontado como um de seus principais tipos de dívida, seguido por carnês (20,7%) e crédito pessoal (12,4%).
G1

terça-feira, 17 de maio de 2011

A Sandy é tão devassa que...

Clica na imagem que amplia

Governo oferece pré-vestibular gratuito


Clara Teixeira de Araújo, 17 anos, cursa o terceiro ano do ensino médio na Escola José Ribamar Batista (Ejorb), na Baixada do Sol. Ela tem um sonho comum a milhares de estudantes: passar no vestibular. Realizar o sonho ficou mais fácil a partir de hoje. O governo do Estado lançou nesta segunda-feira, 16, o programa Pré-Vestibular SEE, que amplia a jornada do horário regular de ensino para preparar os alunos para processos seletivos como o vestibular e o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

sábado, 14 de maio de 2011

Que a prefeitura de Rio Branco não siga o exemplo

Aqui na Baixada a gente não aceita.


Jorge Viana vai à tribuna do senado defender Marina


O senador Jorge Viana defendeu nesta quinta-feira,12,, em discurso, a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, contra a acusação feita há dois dias pelo deputado Aldo Rebelo (PC do B- SP), da tribuna da Câmara, de que o marido dela, Fábio Vaz de Lima, esteve envolvido em contrabando de madeira. Aldo Rebelo é o relator do projeto do novo Código Florestal na Câmara e disse ter evitado, no passado, que o marido da ex-ministra fosse convocado pela Casa para explicar irregularidades no GTA (Grupo de Trabalho da Amazônia), do qual foi diretor.
Para o senador acreano, a acusação de Rebelo não tem fundamento, pois a ex-ministra e Fábio Vaz são pessoas íntegras, trabalhadoras, competentes e comprometidas com o projeto de construção de um modelo de desenvolvimento sustentável no Acre.  Segundo ele,  o relator   se referiu a irregularidades ocorridas no Grupo de Trabalho de Amazônia(GTA) no período em que Fábio Vaz não trabalhava mais lá e fazia parte de sua Equipe quando governou o Acre.
“Conheço bem Fábio Vaz. As acusações se baseiam em informações imprecisas e há outros interesses por trás. Havia outro Fábio dirigindo o órgão no período das acusações apontadas e alguém do submundo está usando isso ”, acrescentou o senador acreano.
Jorge Viana disse que as acusações de Rebelo foram um “momento infeliz, talvez fruto do momento difícil que ele está passando, com pressões de todos os lados para a votação do novo Código Florestal”.  Segundo afirmou, “o deputado Aldo Rebelo tem uma biografia impecável e não pode tomar um caminho que pode manchar o excelente trabalho de elaboração do parecer sobre o Código Florestal. É preciso recolocar o tema no tom adequado”, completou. 

O desemprego que afeta a juventude


Quando o tráfico de drogas se fortalece, a prostituição se torna algo natural, menores enveredam pelo mundo do crime e as famílias se partem ao meio devido a desagregação, significa dizer que estamos enfrentando graves problemas.


Que temos uma sociedade doente ninguém duvida. Os exemplos estão sendo mostrados todos os dias. Péssimos exemplos que sempre partem da classe tida como dominante.
A grande pergunta é o que fazer para que esse quadro pintado em preto em branco seja mudado e a sociedade comece a ser tratada de forma patológica.
O desemprego da grande massa de jovens colabora para que o chamado “futuro do Brasil” enverede por outros caminhos. Quase sempre o caminho da ilegalidade, da busca pelo dinheiro fácil.
O mercado do crime está a postos para acolher de braços abertos essa legião de desempregados. E não se aborda aqui apenas a questão do jovem que apenas concluiu o ensino médio. O jovem que passou por uma faculdade enfrenta os mesmos problemas.
Com a falta de mercado e sem vislumbrar nenhum horizonte nossos jovens, mesmo diplomados, tem optado por trabalhar em áreas completamente distintas da formação acadêmica que tiveram. Isso quando não são subutilizados em tarefas de terceira categoria, para garantir o minguado salário todo final de mês.
O Acre hoje dispõe de acreanos formados por nossas faculdades em engenharia, direito, letras, pedagogia, matemática e agronomia em plena rua da amargura.
Quando conseguem trabalhar se tornam os famosos terceirizados e semnenhuma estabilidade.
Já está longe o tempo em que precisávamos importar a chamada mão de obra especializada de outras regiões. Essa mão de obra hoje é formada e produzida aqui, mesmo assim, pelo que se verifica esses profissionais estão sendo deixado de lado. O santo de casa nunca faz milagre. O santo importado por mais ruim que seja sempre recebe um tratamento privilegiado.
Resta saber até quando.

Blog do Edvaldo Souza

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Saiu no G1: Floresta digital funciona muito mal

Antenas de algumas casas em Rio Branco são mal instaladas e não acessam a web (Foto: Laura Brentano/G1)

Um projeto de R$ 6,2 milhões que pretende levar internet de graça para todas as regiões urbanas do Acre esbarra em problemas na instalação e qualidade de conexão. Lançado em fevereiro de 2010, o Floresta Digital já possui cobertura completa em toda a cidade de Rio Branco e em mais 14 municípios – ainda restam sete. Entre os que já usam o serviço, contam-se aqueles que, mesmo com acesso, preferem frequentar lan houses.

Com seis torres instaladas em órgãos públicos de Rio Branco e 180 equipamentos de transmissão, a cidade já possui sinal de internet wi-fi em toda sua região. Porém, a rede sem fio só consegue ser acessada nos 500 metros em torno dos pontos. Por isso, os moradores que querem colocar web gratuita em casa precisam comprar uma antena com apenas uma entrada USB – para um computador –, que custa cerca de R$ 200.

Para instalar a antena em casa, o usuário precisa contratar um técnico. O governo apenas disponibiliza canais para que o cidadão faça a sua reclamação e telecentros, que ajudam os usuários a usar a internet. “Muitas casas colocam a antena de uma forma errada. Ou ela está torta, ou está apontando para baixo ou para a direção errada”, explica Rodrigo Souza, coordenador do Floresta Digital.
Aldecy Mendonça Soares, de 40 anos, e Lúcia Regina Soares, 33, reclamam da qualidade de conexão. Eles compraram a antena do Floresta Digital em novembro de 2010, porém, até agora, mal conseguiram usar. “Estamos tendo que ir em lan house. Quando a internet entra, fica disponível por 30 minutos, depois já cai”, diz Aldecy. O casal, que antes compartilhava internet banda larga com outro vizinho que se mudou, chega a ficar mais de três semanas sem entrar na rede.
Aldecy e Lúcia não conseguem acessar a internet desde que colocaram a antena do Floresta Digital (Foto: Laura Brentano/G1)
Lúcia diz que já perdeu trabalho por causa da instabilidade da internet. “Hoje em dia, nem abrimos mais porque sabemos que não vai funcionar”, diz. “Estamos pensando em comprar um modem de uma operadora. Sinto falta de ter internet em casa. Sempre leio notícias e escuto música”, conta Aldecy. Eles contam que os vizinhos mais próximos entram 100% na web, sem problema algum. A casa deles está muito próxima a um ponto de transmissão. O problema está na má instalação da antena, que foi feita por um técnico que jamais voltou para consertar o problema.
Evanisse Correia da Silva, de 26 anos, instalou o Floresta Digital há quatro meses e nunca teve problemas. Morando em um bairro sem saneamento básico, Evanisse conta com internet desde que comprou seu primeiro computador. Ela viu a necessidade de estar conectada depois que voltou a estudar. “Eu nunca tinha entrado na web antes. Não tinha e-mail, nem Orkut e MSN”, conta.
Para se comunicar com os amigos, Evanisse usava apenas o celular. “Todo mundo que eu conheço mora muito perto”, explica. Na escola de Ensino Médio, os professores pedem que os alunos realizem pesquisas na web. Para não ir em lan house, Evanisse optou por comprar um PC. Mas boa parte de seus colegas ainda não têm o aparelho em casa.
Evanisse acessou a web pela primeira vez no primeiro computador que comprou (Foto: Laura Brentano/G1)
Mesmo com o Floresta Digital no quarto, Angelina Ferreira da Silva, de 19 anos, ainda prefere passar o tempo na frente da TV. “Como não é sempre que a rede está rápida, prefiro assistir a programas na televisão”, conta a estudante, que ainda não criou uma conta de e-mail. O marido instalou o Floresta Digital em casa como sugestão do vizinho, que disse que a internet "pegava" muito bem. “Mas já ficamos alguns dias sem acessar. Quando chove, não conseguimos entrar de jeito nenhum”, diz.
Mirla tem uma lanhouse em Rio Branco há 5 anos e diz que clientela não diminuiu com o Floresta Digital (Foto: Laura Brentano/G1)
Mirla da Silva Moreira, de 27 anos, tem uma lan house em Rio Branco há 5 anos e o movimento no local ainda é muito bom. “Em alguns horários, chega a ficar sem espaço disponível”, conta. “Acho que o Floresta Digital não supriu todas as necessidades do público. Muita gente ainda vem na lan house para baixar arquivos que não consegue fazer em casa, porque a internet é lenta”, conta.
Rio Branco conta com duas operadoras que oferecem internet banda larga via fibra ótica. “A ideia não é tomar o mercado da banda larga”, afirma Aldecir Júnior, diretor de tecnologia e comunicação da Secretaria de Gestão Administrativa. “O Floresta Digital foi criado para combater a exclusão digital e levar internet gratuita à população”, completa. “Temos que pensar no ineditismo do projeto. Não tem nenhum outro exemplo com quem possamos nos comparar”, diz Júnior.
Até as 23h de domingo (8), havia mais de 39 mil pessoas cadastradas e aptas a usar o Floresta Digital. Conforme Júnior, o projeto registra, em média, 12 mil usuários usando o serviço por dia. “Qualquer pessoa pode se cadastrar no Floresta Digital, inclusive turistas e estrangeiros. Ela deve apenas ir em um telecentro e fornecer os seus dados para criar um login”, explica Júnior.
O Floresta Digital conta com equipes que monitoram a internet por 24 horas (Foto: Laura Brentano/G1)
Mesmo com a afirmação de que Rio Branco tem 100% de cobertura wi-fi, ainda não é possível acessar a rede por meio de aparelhos móveis em qualquer lugar. Em apenas 15 pontos da cidade o usuário consegue entrar na rede pelo notebook ou celular. São lugares de grande circulação, como praças.
Em casa, o Floresta Digital também pode ser instalado como um ponto wi-fi para que mais de um aparelho consiga usar a rede. Para isso, em vez da antena, o usuário deve comprar um equipamento com roteador, que custa cerca de R$ 400. Conforme os coordenadores do projeto, prédios também podem puxar o sinal do Floresta. Mas como Rio Branco ainda não tem muitos prédios, nenhum até agora fez isso.
Por enquanto, o Floresta Digital recebe a internet por fibra ótica e distribui para as pessoas via rádio. Porém, um anel de fibra ótica já foi instalado na cidade. “Estamos aguardando uma licitação para que o anel comece a funcionar. Acredito que em 90 dias isso deve acontecer”, diz Júnior. Ele afirma que, a partir disso, todas as casas receberão internet pela fibra ótica, com menos interferência que o sistema de rádio, que passaria, então, a ser usado apenas como segunda opção.
Escola de Rio Branco recebeu o sinal do Floresta Digital no laboratório no final de 2010 (Foto: Laura Brentano/G1)
Escolas
Para disseminar o sinal, os 180 equipamentos do Floresta Digital foram instalados em órgãos públicos, como escolas estaduais. Porém, muitas dessas escolas receberam a internet mas ainda não contam com o acesso à rede em seu laboratório de informática. “Os alunos sempre perguntam: ‘tia, quando vamos ter internet?’. Eles sentem muita falta disso”, conta Raimunda Trindade, coordenadora administrativa da escola de ensino fundamental Iza Mello.
Escola já tem o equipamento do Floresta Digital instalado, mas laboratório para crianças ainda está sem internet (Foto: Laura Brentano/G1)
O equipamento do Floresta Digital foi colocado na escola no final de 2010, mas o laboratório de informática das crianças ainda não está conectado. Segundo Júnior, o acordo prevê que a responsabilidade de levar internet para dentro das escolas é da secretaria de Educação.
Já na escola Belo Jardim, uma parceria com o governo levou internet ao laboratório no final de 2010. “Fizemos uma pesquisa na comunidade e constatamos que 90% das casas não tinham PC”, diz a diretora da escola, Suelange Horácio. Os computadores também podem ser usados pelos adultos, como pais e ex-alunos, em alguns horários específicos. “Como a grande maioria não sabe mexer no computador, estamos organizando cursos de informática para os pais”, completa.
Suelange acredita que a internet aumenta a dinâmica em aula. “As crianças têm muito mais interesse de fazer pesquisas no computador do que em livros”, explica. “Pela web, você tem disponível tanto o conteúdo teórico, como imagens e vídeo”.