sábado, 30 de março de 2013

Não deixem meu sobrinho morrer



Mais um caso de suposto erro médico pode ter agravado a saúde do adolescente Aluizio Torres.
Segundo Gilmar Torres, tio do garoto, o rapaz foi levado ontem (28) para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Segundo Distrito e, chegando lá, com fortes dores de cabeça, teria recebido apenas uma dose de dipirona e liberado de volta para sua casa, pois o médico avaliou que seria simplesmente uma dor ocasionada pelo uso do aparelho ortodôntico.
Como as dores do garoto eram insuportáveis e não minimizou, mesmo com a medicação ministrada pelos médicos da UPA, a mãe do rapaz resolveu removê-lo para uma clínica particular onde, após realização de diversos exames, verificou-se que o jovem tinha um aneurisma.
Indignado e inconformado, Gilmar faz um apelo nas mídias sociais:
“Meu sobrinho Aluizio Torres, um adolescente evangélico, sentiu fortes dores de cabeça e foi levado a UPA, lá os médicos deram um diagnóstico errado, disseram que a dor era por causa do seu aparelho ortodôntico. Após a medicação de dipirona o enviaram pra casa. Como a dor continuou cada vez mais forte, minha irmã o levou para uma clínica particular e lá ficou constatado tratar-se de um aneurisma. Se minha irmã não tivesse tido a atitude de levá-lo a uma clínica particular hoje o Alú estaria morto. Agora, após os primeiros atendimentos temos que interná-lo no Pronto Socorro. Nossa preocupação é que ele não tenha um atendimento digno e profissional como no primeiro atendimento da UPA. Por favor compartilhe isso para que a secretária de saúde ou o próprio governador tome conhecimento desse fato e não deixe meu amado sobrinho morrer” apelou Gilmar.
Informações ligar para Gilmar Torres no 9987 4425.
Fonte: Acre Alerta

Nenhum comentário:

Postar um comentário