quinta-feira, 25 de abril de 2013

Mais de 500 pessoas pediram alteração de nomes no Acre



Dados divulgados pelo Tribunal de Justiça do Acre (TJ/AC) mostram que a Vara de Registros Públicos da Comarca de Rio Branco recebeu e autuou, durante o ano passado, 577 ações de retificação, suprimento ou restauração de registro civil. 

Desse montante, 238 já foram julgadas e solucionadas. O restante aguarda cumprimento de prazos e diligências processuais, antes de serem conhecidas as sentenças.

Lúcia, Maria, Socorro, Aparecida, João, Manoel, Sebastião, Alice, Betânia. São nomes comuns, mas que muitos brasileiros preferem trocar. Não é difícil encontrar alguma pessoa que não goste do nome registrado pelos pais e recorre à Justiça para alterá-lo. Muitos brasileiros não se adaptaram com o nome de registro e procuram a forma melhor de serem chamados.

Os pedidos de alterações de nomes têm sido cada vez mais comuns na Justiça Brasileira, mas a maioria das pessoas não sabe quais os requisitos legais necessários para que elas sejam atendidas. Não basta estar insatisfeito com um nome para se consiga a mudança pela via judicial.
Nomes diferentes
A lista abaixo mostra alguns casos, reunidos de cartórios de registro civil de todo o país, que exemplificam esse tipo de situação. Apesar de estranhos e alguns até mesmo constrangedores, nenhum deles foi recusado pelos oficiais de registro civil do país.

Bizarro Assado
Finólila Piaubilina
Alucinética Honorata
Madeninusa da Silva
Céu Azul do Céu Poente
Antônio Morrendo das Dores
Benedito Camurça Aveludado
Antônio Manso Pacífico Sossegado
Dignatário da Ordem Imperial do Cruzeiro
Necrotério Pereira da Silva
Hugo Madeira de Lei Aroeiro
José Casou de Calças Curtas
Fraternidade Nova York da Rocha
Jacinto Leite Aquino Rêgo
José Marciano Verdinho das Antenas Longas
Produto do Amor Conjugal de Marichá e Maribel
Wonarllevyston Garlan Marllon Branddon Bruno Paullynelly Mell

Nenhum comentário:

Postar um comentário