terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Blog do Kabym - A violência em Taruacá


A realidade em Tarauacá não está nada confortável. Nossos jovens vivem à margem de uma sociedade que não lhes dão valor, nem o direito de escolha. Uma das formas encontradas pelos jovens das classes pobres de nossa sociedade, para atingir seus objetivos, baseados em estilos de vida e na vontade de possuir os bens de consumo mostrados pela mídia, é o crime, sendo esse mundo a única alternativa para se conseguir dinheiro. Há ainda a FACILIDADE DE ACESSO ÀS ARMAS E ÀS DROGAS, além da sensação de IMPUNIDADE que fortalece cada vez mais o mundo do crime."Meu sonho é ir para penitenciária". Me disse um jovem há pouco tempo.
Uma outra situação é A DESIGUALDADE SOCIAL que é um câncer que está piorando há séculos, quanto mais se fala sobre esse problema, mais as autoridades fecham os olhos, ou as oportunidades. A desigualdade social, identificada por mim como o fator que mais gera violência, é resultado da AMBIÇÃO dessa sociedade que somente pensa no bem próprio. Sendo que a maior parte da população não tendo outro meio de obter sua subsistência entra na vida do crime, e consequentemente na violência. Fator gerador da desigualdade social é o DESEMPREGO, como fora mostrado a preocupação, pelo menos aparente, de abranger este assunto politicamente, pois não há meio de obter um padrão de vida aceitável sem um emprego, e tendo procura demasiada e ofertas escassas muitas vezes trazem abusos nos assalariados, parecendo voltar a épocas anteriores do passado. Esses abusos muitas vezes trazem conseqüências assustadoras, como a marginalização, que por não aceitar situações deploráveis tenta "vida mais fácil" no tráfico de DROGAS. Efeito posterior é seu vínculo "eterno" com os menos favorecidos e a dependência da droga, sendo um criminoso inconseqüente em muitas vezes por não estar no seu estado normal.
Partindo para uma visão mais ampla da situação creio que as causas mais subjetivas, como a "falta de oportunidades" que é parte integrante da desigualdade social. Como mostra mosstra a atual situação de nosso município de Tarauacá.
A FALTA DE INVESTIMENTOS DO GOVERNO na sociedade para permitir ao cidadão tarauacaense a recorrer a meios mais humanos para a sobrevivência é outro agente que gera violência. Pois sem um investimento pesado na educação, na infra-estrutura do município será muito difícil, quase impossível, diminuir a violência em Tarauacá. Essa situação faz o cidadão NÃO TER PERSPECTIVA para um futuro promissor, aliado a uma perversa EDUCAÇÃO FAMILIAR que passa de geração para geração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário