quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Buracos na BR 364




O trecho entre Cruzeiro do Sul e o município de Tarauacá volta a apresentar uma série de defeitos. Mesmo com os remendos feitos pelo Deracre, quem passa pela BR continua se deparando com o cenário de buracos reabertos pelas chuvas das últimas semanas. Motoristas enviaram fotos para o ac24horas. Ano passado a rodovia passou por revisão. O Superintendente de Obras e Conservação da Regional do Juruá, o engenheiro civil Josinaldo Batista Ferreira foi demitido do cargo.

Após o Rio Liberdade os motoristas começam a sofrer. Os caminhões não conseguem andar muito tempo sem frear e reduzir marchas. As crateras em trechos já recuperados são enormes e se apresentam como mais um perigo para quem trafega diariamente na região. A responsabilidade inteira recaindo sobre os ombros dos motoristas em mais uma temporada de forte inverno no Estado do Acre.

Setores de comunicação do Estado recomendam que caminhões e automóveis andem com manutenção em dias. O alerta é para evitar acidentes para quem pretende sair de férias entre Cruzeiro do Sul e Rio Branco e também no sentido inverso.

Os problemas apresentados foram alvos de denuncias pela Confederação Nacional dos Transportes. A BR 364 que custará quando inaugurada mais de R$ 2 bilhões aos cofres públicos, não esta no ranking das 10 melhores do país, e pior: foi classificada com o estado geral de regular, com sinalização e geometria ruim e ainda, com pavimentação regular.

Segundo custos médios gerenciais do DNIT, serão necessários R$ 406,1 milhões para a recuperação da malha federal do Acre. Mais R$ 32,5 milhões são necessários para conservação. Em todo o Estado existem 660 km de trechos desgastados; 129 km apresentam trechos trincas, buracos, ondulações e afundamentos. Faltam sinalizações em 20 km das estradas estudadas.

A pesquisa é uma avaliação independente das rodovias a partir da perspectiva dos usuários, contemplando a segurança e o desempenho.

AC24horas


OPINIÃO

Eu conheço bem esta estrada, pois todo ano no inverno e no verão eu estou em Tarauacá e sempre vou neste período até Cruzeiro e atesto que o serviço feito até hoje nesta estrada é serviço de porco. Aliás, todo o asfalto feito no Acre é de péssima qualidade, só não sabemos porque, se é falta de competência técnica das empresas que executa ou do governo que contrata as obras. 


O exemplo do péssimo serviço executado no Acre está bem aqui, dentro da cidade. A Via Verde quando foi inaugurada, em menos de dois meses já foi preciso remendar, a Chico Mendes idem, e o acesso da Amadeo Barbosa também, é só pegar o carro e ir conferir pessoalmente. 


Existe alguma coisa errada no Acre, pois no mundo inteiro se constrói estrada no deserto, nos pântanos e, aqui ficam com uma conversa furada que é por causa do solo. Mistério...

Nenhum comentário:

Postar um comentário