segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Políticos ignoram eleitores na internet




Falta à nossa sociedade ferramentas de participação democrática. O cidadão não consegue manter vínculo com os seus representantes, pois não existe maneiras eficientes de isso acontecer. Nosso sistema eleitoral, como sempre dito aqui, é falho em diversos quesitos e afasta o cidadão. Além do sistema eleitoral, o uso da tecnologia também é subutilizado como mostra a pesquisa realizada pela agência digital Medialogue.

SOBRE A PESQUISA

São poucos os parlamentares que interagem com seus eleitores via internet. A maioria ignora as tentativas de um eleitor participar das sua decisões políticas. Segundo a pesquisa, 77% destes parlamentares não respondem aos emails recebidos. Também temos uma imensa quantidade de políticos que não permitem mensagens em seus sites, não os atualizam e tão pouco são transparente quanto a sua atuação ou a verba utilizada. pelo seu gabinete.

Pode-se conculir pela pesquisa que estes políticos ainda não tem o conhecimento adequado para utilizar estas tecnologias e mais do que isto eles não se interessam em interagir com o cidadão. O eleitor não sabe o que o político faz e este não conhece quem o elege. Há nesta relação um gravíssimo problema para a nossa democracia.

TECNOLOGIA + VOTO DISTRITAL

A tecnologia utilizada dentro de um bom sistema eleitoral pode mudar a qualidade política do nosso país. Um dos grandes benefícios do voto distrital é a aproximação do político com o eleitor. Havendo distritos, cria-se uma identidade local entre as duas partes. Por mais que o representante eleito no seu distrito não seja o que você votou, isso não lhe tira o direito de exigir ou se relacionar com ele. Você sabe quem é o seu representante da mesma forma que sabe quem é o seu prefeito, governador ou presidente por mais que não tenha votado neles. Saber quem lhe representa é primordial para exigir deles atuações que atendam melhor a sociedade.

E onde entra a tecnologia nisso? Partindo de um sistema eleitoral onde o político naturalmente se envolve mais com os seus eleitores, como é o caso do voto distrital, cada vez mais a tecnologia será benéfica ao político pois possibilita e organiza as suas interações com a sociedade. Diferente de hoje onde não há estímulo para o político interagir com o cidadão, com o voto distrital é necessária a presença dele junto ao cidadão. Assim se quebra o medo de utilizar ferramentas digitais para a democracia participativa: seja blogando, twittando, oferecendo dados livres, respondendo perguntas, discutindo propostas políticas online entre outras coisas que a tecnologia ainda nos proporcionará.

A tecnologia é um forte alidado da participação democrática assim como o voto distrital também é. Conte para gente nos comentários abaixo como você acha que as ferramentas digitais podem funcionar dentro de um sistema eleitoral com o voto distrital.

Eu Voto Distrital

Nenhum comentário:

Postar um comentário